Barra de boas vindas e data

terça-feira, 23 de março de 2010

Nova Lei sobre acidente com ciclista em Blumenau/SC

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO...
É MUUUITO bom saber que ainda se pode contar com a noção de justiça que se aprende na faculdade.
Esses ciclistas são irresponsáveis e nunca são responsabilizados pelos seus erros.
Só o motorista do carro é o "do mal" ?!?!?!?
Eles se jogam na frente dos carros, surgem Deus sabe de onde, aparecem da contra-mão, não têm nenhuma sinalização e toda vez o vilão é o motorista!!!
Isso não é justo.
Leiam a matéria abaixo e vejam que ainda há esperança de se ver essa situação mudar.
Marilena Vasconcelos
 _________________________________
Ciclista que desrespeita lei de trânsito NÃO PODE ser indenizado em colisão
Fonte: TJSC
em 17/03/2010
 
A 4ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça, em matéria sob relatoria do desembargador Eládio Torret Rocha, confirmou sentença da Comarca de Blumenau que negou pedido de indenização por danos morais e materiais ajuizado por César Conceição Rodrigues contra Anthony Zahker Abreu da Silva e Polidrol Ltda.

Segundo os autos, no dia 21 de dezembro de 2005, César trafegava de bicicleta por uma rua do centro da cidade, quando, ao tentar realizar a travessia da pista, foi atropelado pelo automóvel da Polidrol conduzido por Anthony.

Em suas defesas, tanto o motorista quanto a empresa alegaram que
o ciclista foi o causador do acidente, uma vez que entrou subitamente na pista, sem demonstrar qualquer intenção de evitar a interceptação da trajetória do veículo.

Além disso,
César também atravessou fora da faixa de segurança. Inconformado com a decisão em 1º Grau, o ciclista apelou ao TJ.

Sustentou que a principal causa do acidente foi o excesso de velocidade empregado pelo motorista do automóvel.

"As
provas carreadas ao processo, ao invés de viabilizarem o acolhimento do pedido indenizatório demonstram que, no momento da colisão, foi o próprio ciclista quem invadiu, repentinamente, a trajetória do veículo", afirmou o relator da matéria. A decisão da Câmara foi unânime. (Apelação Cível n.º 2008.020327-7).


_____________________
Colaboração, como deu para perceber, de Marilena Vasconcelos via email.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.