Barra de boas vindas e data

quarta-feira, 24 de março de 2010

Teleket

É, eu sou do tempo do teleket, sim! E daí? Quem mandou nascer na década de 70? Para os mais novos e também para quem viajou para fora da Via Látea nos últimos 30 anos e nunca ouviu falar, teleket (hoje conhecido como luta-livre), eram programas pré-gravados de porrada de mentirinha dentro de um ring também de mentirinha, onde todos os golpes eram coreografados mentirinha-milimetricamente. Eram muito populares nas décadas de '70 e '80. Os pseudo-lutadores faziam de conta que lutavam e a gente, em casa, fazia de conta que acreditava. O nome mais conhecido desta época de ouro de mentirinha é Ted Boy Mentirinha Marino, que acabou indo trabalhar nos Trapalhões, de tão mal bom lutador que era. Hoje em dia o que diverte nesta área é o WWR, onde a porrada come solta de verdade e os participantes são mestres em várias artes marciais, como o Kung Fu (mais de 100 estilos), Balé, Jiu Jitsu, Nado Sincronizado, Judô, Karatê e Muai Tai entre outras. Já ouviu falar em Lioto Machida?

MAS não foi disso que vim falar aqui. Quero na verdade é registrar no blog uma reportagem que saiu no site da Band sobre um "teleket" que houve entre um taxista e um guardolinha... hehehe. Eles se merecem.

Leia a reportagem e assista ao vídeo diretamente na página da eBand clicando aqui. Vou tentar postar o vídeo diretamente aqui mais tarde. Como prometido, veja o vídeo diretamente no blog.

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-
Sexta-feira, 19 de março de 2010 - 09h21

Câmera de segurança registra briga entre taxista e agente de trânsito em Belém

Da Redação, com informações do Primeiro Jornal
cidades@eband.com.br

Um taxista e um agente de trânsito trocaram socos na rua em Belém e a briga foi registrada por uma câmera de segurança da Polícia Militar, na quinta-feira. A confusão começou quando o funcionário tentou multar o motorista por estacionar em local proibido.

De acordo com o taxista, Rubenvaldo Guedes, o agente queria propina: “duas vezes ele veio pedindo dinheiro, eu até dou para evitar problemas”. A companhia de trânsito, CTBEL, disse desconhecer denúncias de corrupção contra o funcionário.




Nota: A reportagem foi ao ar no site da Bandeirantes (de onde retirei o texto acima), mas a origem do vídeo é da página do Diário do Pará no YouTube e foi ao ar também pela RBA. 

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-



Artigo em enviado pelo colaborador Renato "Longhorn" Fernandes por email. 

Um comentário:

  1. Hehehe... eu ri disso quando vi o vídeo.
    Os caras são muito sem noção.
    Porém é o que dá a população "motorizada" deixar os guardolinhas "bem" acostumados dando aquele "velho troquinho" para não ser multado. Daí aparece um "esquentado" que não aceita "dar o da merenda"... e vai pra porrada.
    Valeu Cid "Pancita" Pacheco... rsrsrs.

    ResponderExcluir

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.