Barra de boas vindas e data

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Ah, um guardolinha!

Há tempos vem se falando mal dos detestados queridos guardolinhas, mas os doidos motoristas de nossa cidade não contribuem em nada positivo e estão sempre cometendo tolices no trânsito. Até que um belo dia um guardolinha aparece no caminho, no caminho aparece outro guardolinha (eles estão sempre em dois) e, claro que não perdoam, então chega um bilhete carinhoso para o dono do carro cinco dias depois da "obrada". Em resumo, já tenho dito: todos agem errado no trânsito nesta cidade.

Sei que o que vou dizer não é nenhuma obra do saudoso Saramago, mas é a pura verdade: se pararmos para pensar e agirmos do modo correto diante das leis de trânsito, os guardolinhas não terão o que multar. Salvo alguns casos, mas isso é cena dos próximos capítulos...
Outra "obrada" na rua dos Mundurucus. Um celularzinho e nada mais... Depois, depois...!

2 comentários:

  1. É, meu amigo!! O mar não está para peixe, e os caras ainda abusam da sorte. É isso que mata... literalmente falando.
    Segunda feira passada, dia 21/06, saiu uma matéria no Jornal Nacional sobre os riscos de se dirigir falando ao celular. Fizeram testes e tudo. Vou mandar o link para você.
    Adianto logo... Não precisa ser "expert" para saber que isso é muuuito perigoso.
    Abração!!

    ResponderExcluir
  2. Amigo, teu blog está muito bom. Parabéns! Quanto ao falar no celular dirigindo, isto realmente é muito sério e perigoso. Vivo falando para uma amiga minha que sempre fala no celular dirigindo. Além de levar uma multa federal, há o risco de perder a vida e tirar a vida de outros.Estas são as conseqüências.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.