Barra de boas vindas e data

sábado, 27 de março de 2010

Onde está Wally? Parte 2


Mais uma vez, outra dos guardolinhas-Wally. Desta vez foi na entrada da Maracacuera. Enquanto eu esperava o ônibus numa parada próxima ao cenário do figura acima, me incomodou o tempo (32 minutos) que o "guardola" ficou parado batendo papo com o parceiro do moto-táxi. Esperando uma "groja" ou somente colocando o papo em dia com o amigo de negócios?

____________________
Local do chat: Esquina da estrada da Maracacuera com a rodovia Augusto Montenegro.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Teleket

É, eu sou do tempo do teleket, sim! E daí? Quem mandou nascer na década de 70? Para os mais novos e também para quem viajou para fora da Via Látea nos últimos 30 anos e nunca ouviu falar, teleket (hoje conhecido como luta-livre), eram programas pré-gravados de porrada de mentirinha dentro de um ring também de mentirinha, onde todos os golpes eram coreografados mentirinha-milimetricamente. Eram muito populares nas décadas de '70 e '80. Os pseudo-lutadores faziam de conta que lutavam e a gente, em casa, fazia de conta que acreditava. O nome mais conhecido desta época de ouro de mentirinha é Ted Boy Mentirinha Marino, que acabou indo trabalhar nos Trapalhões, de tão mal bom lutador que era. Hoje em dia o que diverte nesta área é o WWR, onde a porrada come solta de verdade e os participantes são mestres em várias artes marciais, como o Kung Fu (mais de 100 estilos), Balé, Jiu Jitsu, Nado Sincronizado, Judô, Karatê e Muai Tai entre outras. Já ouviu falar em Lioto Machida?

MAS não foi disso que vim falar aqui. Quero na verdade é registrar no blog uma reportagem que saiu no site da Band sobre um "teleket" que houve entre um taxista e um guardolinha... hehehe. Eles se merecem.

Leia a reportagem e assista ao vídeo diretamente na página da eBand clicando aqui. Vou tentar postar o vídeo diretamente aqui mais tarde. Como prometido, veja o vídeo diretamente no blog.

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-
Sexta-feira, 19 de março de 2010 - 09h21

Câmera de segurança registra briga entre taxista e agente de trânsito em Belém

Da Redação, com informações do Primeiro Jornal
cidades@eband.com.br

Um taxista e um agente de trânsito trocaram socos na rua em Belém e a briga foi registrada por uma câmera de segurança da Polícia Militar, na quinta-feira. A confusão começou quando o funcionário tentou multar o motorista por estacionar em local proibido.

De acordo com o taxista, Rubenvaldo Guedes, o agente queria propina: “duas vezes ele veio pedindo dinheiro, eu até dou para evitar problemas”. A companhia de trânsito, CTBEL, disse desconhecer denúncias de corrupção contra o funcionário.




Nota: A reportagem foi ao ar no site da Bandeirantes (de onde retirei o texto acima), mas a origem do vídeo é da página do Diário do Pará no YouTube e foi ao ar também pela RBA. 

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-



Artigo em enviado pelo colaborador Renato "Longhorn" Fernandes por email. 

terça-feira, 23 de março de 2010

Nova Lei sobre acidente com ciclista em Blumenau/SC

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO...
É MUUUITO bom saber que ainda se pode contar com a noção de justiça que se aprende na faculdade.
Esses ciclistas são irresponsáveis e nunca são responsabilizados pelos seus erros.
Só o motorista do carro é o "do mal" ?!?!?!?
Eles se jogam na frente dos carros, surgem Deus sabe de onde, aparecem da contra-mão, não têm nenhuma sinalização e toda vez o vilão é o motorista!!!
Isso não é justo.
Leiam a matéria abaixo e vejam que ainda há esperança de se ver essa situação mudar.
Marilena Vasconcelos
 _________________________________
Ciclista que desrespeita lei de trânsito NÃO PODE ser indenizado em colisão
Fonte: TJSC
em 17/03/2010
 
A 4ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça, em matéria sob relatoria do desembargador Eládio Torret Rocha, confirmou sentença da Comarca de Blumenau que negou pedido de indenização por danos morais e materiais ajuizado por César Conceição Rodrigues contra Anthony Zahker Abreu da Silva e Polidrol Ltda.

Segundo os autos, no dia 21 de dezembro de 2005, César trafegava de bicicleta por uma rua do centro da cidade, quando, ao tentar realizar a travessia da pista, foi atropelado pelo automóvel da Polidrol conduzido por Anthony.

Em suas defesas, tanto o motorista quanto a empresa alegaram que
o ciclista foi o causador do acidente, uma vez que entrou subitamente na pista, sem demonstrar qualquer intenção de evitar a interceptação da trajetória do veículo.

Além disso,
César também atravessou fora da faixa de segurança. Inconformado com a decisão em 1º Grau, o ciclista apelou ao TJ.

Sustentou que a principal causa do acidente foi o excesso de velocidade empregado pelo motorista do automóvel.

"As
provas carreadas ao processo, ao invés de viabilizarem o acolhimento do pedido indenizatório demonstram que, no momento da colisão, foi o próprio ciclista quem invadiu, repentinamente, a trajetória do veículo", afirmou o relator da matéria. A decisão da Câmara foi unânime. (Apelação Cível n.º 2008.020327-7).


_____________________
Colaboração, como deu para perceber, de Marilena Vasconcelos via email.

Bicicletas circulam de maneira precária

Saiu em O Liberal






EVANDRO FLEXA JR.

Da Redação

Mesmo que metade de frota de veículos de Belém, que é superior a 250 mil carros, fosse substituída por bicicletas, a população não estaria livre do colapso no trânsito da cidade. Caso isso acontecesse, os problemas com a trafegabilidade apenas mudariam de foco, pois o grande fluxo de bicicletas passaria a dividir as ruas com os automóveis - e os índices de acidentes poderiam aumentar. Segundo dados da Companhia de Transporte do Município de Belém (Ctbel), atualmente Belém tem uma extensão de vias para bicicletas na ordem de 33,18 quilômetros, distribuídos entre ciclofaixas (25,68) e ciclovias (7,5).
Este número representa menos de 3% da malha viária pavimentada da cidade, que hoje é de 1,2 mil quilômetros de extensão, segundo a Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan). Baseado nos indicadores, a própria Prefeitura de Belém admite que a cidade não está preparada para receber uma expressiva quantidade de bicicletas. Conforme avalia o diretor de Projetos da Ctbel, Onofre Veloso, se os carros fossem substituídos por bicicletas, Belém precisaria passar por uma série de adaptações para se enquadrar nesta nova realidade.
"Por não se tratar de uma situação prática, é preciso trabalhar a conveniência entre os veículos de duas e de quatro rodas. Temos um pouco mais de 30 quilômetros de pistas para bicicletas, divididos entre ciclofaixas e ciclovias, o que reconhecemos ainda ser muito pouco", admite. Veloso destaca que as obras que estão sendo executadas pela Prefeitura de Belém, nas avenidas Marquês de Herval e Pedro Álvares Cabral, preveem pelo menos mais sete quilômetros de pista para a prática do ciclismo.








_______________________________________
Texto enviado por Renato Fernandes por email.
_______________________________________

Outro dono de calçada?!

Rapá, como todos sabemos e vivenciamos, Belém está cheia de gente que não quer saber de nada, obsolutamente nada e não respeita ninguém. Na situação abaixo, o dono do estabelecimento poderia muito bem deixar para pintar uma parte da cagada calçada em um dia e depois outra, em outro dia. Do jeito que estava eu tive que passar pelo porcaria do asfalto da Gama Abreu, a ponto de pegar uma carona inesperada com algum coletivo que, por sua vez, não alivia a barra de ninguém...

___________________________
Este post é solidário com o post "O dono da Calçada?!". Dá ispiada nele também, sumano!

Mal Exemplo

Largo da Trindade. Tarde nublada. E o que é que essa Kombi velha da Defeitura de Belém está fazendo aí parada encima da calçada, atrapalhando os pedestres???

Mais uma da séria série: "Faça o que digo! Não faça o que faço!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Elefantinho Incômodo

"Um elefante incomoda muita gente..." O resto você sabe.

Tudo bem que a passagem de ônibus em Belém é a mais barata do Brasil, mas não precisava economizar tanto na manutenção a ponto de dar prego em plena Rua Gama Abreu!!!



Nota: Caramba, essa câmera do celular é verdadeira M!!!!

Multa On Line em São Paulo

CRIANÇAS,
BEM QUE TODOS OS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS DEVERIAM TOMAR A MESMA MEDIDA. AFINAL A FUNDAMENTAÇÃO DAS DECISÕES É UMA EXIGÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO!!!

Marilena Vasconcelos
 
 
Motorista terá informação online sobre multa de trânsito
20 de março de 2010 | 11h 01
AE - Agencia Estado
As justificativas para um recurso de multa ter sido negado ou aceito devem em breve estar à disposição dos paulistanos em um site da Secretaria Municipal de Transportes. Hoje, o interessado precisa ir pessoalmente a uma das Juntas Administrativas de Recursos de Infrações (Jaris).
A partir de um questionamento do Ministério Público Estadual, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (Prodam) desenvolveu um site em que, com o número do Registro Nacional de Veículo Automotor (Renavam), o motorista saberá como cada um dos três membros da junta votou. A página está pronta há duas semanas, mas a Prefeitura não informou quando ela estará disponível para a população.
Desde 2007, um inquérito civil aberto pela Promotoria de Patrimônio Público e Social investiga como o processo de julgamento de recursos de multas é feito e como os resultados são informados (!!!) aos motoristas (só se é lá em SP  que alguém é informado, porque aqui em Belém não é). A apuração começou depois que um motorista teve o pedido recusado por uma Jari e não conseguiu saber quais motivos levaram a Prefeitura a não aceitar os argumentos apresentados por ele no recurso.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Como agir em caso de acidente de trânsito

Vamos dar uma trégua aos problemas "cotidiânus" do nosso trânsito e repassar umas dicas importantíssimas de como agir em caso de ocorrer um acidente de trânsito conosco.



Atenção, crianças! Qualquer um de nós está sujeito a um acidente de trânsito.
Cuidem-se para evitar problemas piores seguindo essas dicas que "pesquei" na internet.

Beijos a todos e saúde.
 
Marilena Vasconcelos


Como agir em caso de acidente de trânsito, principalmente envolvendo motos

Por Timoneiro, 16 de março de 2010 18:11

http://www.dicasdotimoneiro.com.br/como-agir-em-caso-de-acidente-de-trnsito-principalmente-envolvendo-motos/

Esta dica se aplica mais a quem se envolve em acidentes de trânsito com motos, mas é válida para acidentes com qualquer outro tipo de viatura, com ou sem vítimas.

Se você teve a infelicidade de se envolver num acidente de trânsito siga as seguintes orientações:

1. Fotografe os veículos acidentados, faça um filminho com o seu celular;

2. Anote o nome e telefone de testemunhas.

3. Se houver feridos, mesmo que levemente, chame a ambulância. Isso deixará registrado que não houve omissão de socorro.

4. Anote o horário em que houve o acidente e o socorro foi chamado.

5. Em seguida, chame a polícia e peça para registrar a ocorrência.  Anote o nome dos policiais que o atenderam no local, assim como dados da viatura.

6. Em seguida, vá até a delegacia e registre o BO (Boletim de Ocorrência). Não deixe para depois. Vá logo em seguida ao acontecido. Mesmo que não haja vítimas  faça tudo isso, pois a seguradora também exigirá esse registro, caso seja acionada por algum dano em seu veículo.
Para que tudo isso? Será mesmo necessário?

Se você não tomar essas providências poderá ser surpreendido por um policial na sua porta, algum tempo mais tarde, com uma intimação para ir à delegacia, acusado de omissão de socorro. Muitas vezes a suposta vítima, sabendo da sua ignorância, procura tirar vantagem da situação, submetendo-se a exame no IML e registrando queixa por omissão de socorro, cobrando indenização por danos morais, tempo que ficou sem trabalhar, conserto da moto, etc.

Se você fez tudo certinho, ainda assim terá um pouco de trabalho, mas a defesa ficará muito mais fácil para o advogado que o assistir.

-----------------------------
Marilena Vasconcelos por email

terça-feira, 16 de março de 2010

O dono da calçada?!


Quero saber aonde é que estão vendendo calçadas por aí! Será que é a SEURB ou a CTBel? Quanto é o metro quadrado? Posso alugar depois? Cobrar pedágio???
Não sei por onde andam com suas cabeças vazias esses "motoras de fim de semana", se achando no direito de estacionar seus "carrões" milimetricamente em cima das calçadas, tirando totalmente o direito de ir e vir dos pedestres. Notem também, que no canto direito inferior da imagem, está entrando em cena um carro em alta velocidade, que você não pôde ver aqui, mas eu pude presenciar mais essa irregularidade no trânsito de Belém.

________________________________________________
Local da falta de respeito do "autoridade" de camiseta vermelha: Centro de Belém, onde temos as ruas mais "zipadas" da cidade.

domingo, 14 de março de 2010

ATENÇÃO: Mudança na Almirante Barroso

Não, não teremos mudança no trânsito da Almirante Barroso. É só uma brincadeira com uma "mudanchinha" que estava correndo da chuva em São Braz.

Eu só estava torcendo para não cair uma geladeira no meu capô!

O apresado de Salinas

Caçadores tem saudades de sua presa?
Ou será que ele estava com tanta pressa e esqueceu um S?
Ou ainda, com a velocidade (apesar do carro), o S caiu na estrada e só ficou a saudade?


Coisas de taxista...
____________________
Local da aula de ortografia: Enrolamento (novo nome do Entroncamento).

Óleo de Peroba

As imagens falam por si só...


Mas o que é que esse bicho tá fazendo na faixa dois????
Não demora muito e eles terão uma placa: Faixas 1, 2, 3 e 4 Exclusivas para ônibus! Motoristas, virem-se!!! Vão pela João Paulo II!!!

Vamos fazer uma coleta e mandar um lote de Óleo de Peroba para essa galera!
_____________
Local do aperto: Av. Almirante Barroso.

Falsificação de CNH não é crime em SP


É MOLE????????????????


Uso de falsificação grosseira de documento não é crime
Fonte: STJ

Em 13/03/10

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) absolveu um cidadão de São Paulo do crime defalsificação de uma carteira nacional de habilitação (CNH). Ele havia sido condenado a dois anos de reclusão, mas a Sexta Turma reconheceu que, por ser grosseira e notada por uma pessoa comum, a falsificação não constitui crime, pela ineficácia do meio empregado.

A decisão se baseou em voto do desembargador convocado Haroldo Rodrigues, relator do habeas corpus. Ele destacou um precedente do STJ do ano de 2007, quando a Quinta Turma, pela mesma razão, acabou inocentando uma pessoa do crime de falsificação de CNH (Resp 838.344). A decisão da Sexta Turma foi unânime.

No processo analisado, o cidadão foi absolvido em primeiro grau, mas o Ministério Público de São Paulo apelou. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) reformou a decisão, considerou o ato como crime e condenou o homem a dois anos de reclusão por falsificação de documento e uso de documento público falso. O TJSP considerou que "o elemento subjetivo do crime consiste na vontade de fazer uso de documento falso e no conhecimento da falsidade, pouco importando seja ela grosseira e de fácil constatação ou não". A pena foi substituída por duas medidas restritivas de direito.
Foi, então, que o habeas corpus chegou ao STJ. A tese de que a falsificação grosseira constitui "crime impossível", porque o meio utilizado é ineficaz, foi acolhida pela Sexta Turma.

_______________
Colaboração de Marilena Vasconcelos via email

quarta-feira, 10 de março de 2010

Aquele "velho" acidente da manhã



Não poderíamos deixar de postar aquele velho e famoso acidentezinho da manhã, logo cedinho.
Essa cena do ônibus "lanchando" o Civic e o Civic empurrando na traseira do Gol, foi as 6:45h da manhã, só pra variar, iniciando um estressante e complicado engarrafamento no trânsito de Belém.

___________________
Local do lanche: Rodovia Augusto Montenegro, em fente ao Conjunto Benjamin Sodré.

Mal exemplo

A foto se explica por si só: uma viatura da Guarda Municipal (mal)estacionado na Assis de Vasconcelos em local muito complicado (Praça da República) e com uma placa de proibido estacionar bem na fuça do motorista.


Clique do nosso correspondente Renato Fernandes.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Atacadão das Calcinhas

Essas não poderia deixar de postar.
Faltou calcinha? Compre no Atacadão! Atacadão! É o Baratão nas Calcinhas!!!
 
  

Nota: Rapaz, eu não sei com ainda não roubaram o "Atacadão-móvel". Todas as vezes que o vejo por aí, ele está desse jeito, sem ninguém por perto!

domingo, 7 de março de 2010

Proibido parar e estacionar

Os carros de valores da nossa cidade, mais conhecidos como carros-forte, devido ao grande número de assaltos estão mudando o visual "sisudão", com cara de mal com seus ocupantes com mais de mal ainda, para se disfarçar de outros veículos menos visados como táxis e carros de passeio, como mostra a foto abaixo.


Claro que isso é uma brincadeira. A foto acima flagra três trogloditas acéfalos estacionados aonde não se deve. Note a luz de freio do táxi Idea acionada. Como falei no post passado, a placa cruzada com um Ezão no meio quer dizer que é PROIBIDO PARAR E ESTACIONAR, e na da foto ainda diz: exceto carros de valores.

O mais interessante de tudo isso é que depois de tomar uma "canetada" do querido guardolinha, o bonitão vai falar da CTBel. Claro, se eles não estiverem comendo banana em alguma esquina... hehehe. Mas que a multa vai ser merecida, vai.

Nota: fique em frente ao Shopping e você verá o que é falta de educação. Essa placa não serve para nada, a não ser quando tem guarda de trânsito no local, que é muuuiiiiittttoooo raro!
________________
Local da sem-vergonice: Em frente ao Shopping Pátio Belém.

Zorra Total

O título do fraco programa Grobal combina perfeitamente com o que se segue. A foto abaixo foi tirada hoje (domingo, 7/03/2010) na Av. Presidente Vargas, em frente à Praça da República. Quem mora em Belém sabe que domingo pela manhã é "aquela" coisa no trânsito por essas bandas da cidade (é domingo também!). Acontece que os mesmos motoristas que bagunçam nos dias de semana, vem para a praça praticar mais sua mal educação e fica "aquela" beleza passar por lá. Veja na foto vários carros parados em mão dupla do lado de lá da pista. Clique na foto para ampliar.

Agora veja na foto abaixo a cara de pau dos donos dos dois veículos (uma Hilux velha e um Vectra) estacionados bem na passagem das pessoas, obrigando-as a se espremerem entre os dois carros ou arriscar passar pela avenida. 

Até aí tudo bem. O Belemense é assim mesmo. Então para piorar, mais à frente, dois agentes da gloriosa CTBel estão batendo "aquele" papo. Fiquei parado lá uns dez minutos no canto do BASA, escolhi o ângulo, tirei várias fotos e escolhi a melhor, e os caras ficaram só jogando conversa fora... Só faltaram umas bananinhas para alegrar mais a falta do que fazer em uma bela manhã de sol. Bem, trabalho não faltava. Veja a Yamaha azul e o Palio cinza mal-estacionados perto da placa cruzada com a letra E, ou seja, proibido parar e estacionar. Não diz em letras muídas: menos aos domingos!

Depois tem agente da CTBel me mandando e-mail reclamando que eu fico só metendo bronca nos agentes e coisas afins... Mais assim, seu Anaise!

Abraços.

sexta-feira, 5 de março de 2010

Aviso sem-vergonha


Realmente preciso fazer um curso de psicologia ou algo parecido para poder entender a cabeça das pessoas.
O que não entendo é como uma empresa se acha no direito de colocar um aviso como esse informando que não pode estacionar moto naquele local, em frente às lojas Americanas da Av. Presidente Vargas. Que poder de trânsito ele tem? Nenhum. Pode estacionar sim e pelo mesmo motivo que os táxis “autorizados” ficam estacionados em cima da calçada esperando clientes e atrapalhando transeuntes. O detalhe é que a lei diz que pode deixar o carro da linha de imóveis para dentro, o que tem tudo a ver com a situação. Acho que o dono do estacionamento, que é alugado para ele pela Americanas, pensa que a população é burra e quer empurrar os motoristas para seu inseguro e caro estacionamento, que tem acesso somente pela rua de trás da loja, cheia de pivetes. Ele não pode fazer isso.

Mas fica a mensagem: Não é preciso estar em um veículo para atrapalhar a vida dos outros e arrancar uns trocadinhos a mais com a situação.

Trânsito Tranqüilo de Belém

Nesta época, com certeza era tranqüilo, tranqüilo... Veja o stress do motorista do primeiro ônibus de Belém, que não parece ônibus!

Alguém sabe dizer se ele ainda existe? O ônibus.

Na foto acima, o ônibus (não é um dirigível, preste bem atenção, ele tem rodas!) dando uma "dobrada" em frente ao Marcado de São Braz.
Nesta foto ele está apostando uma corrida com uma carroça de alta tecnologia de marcha ré, só para mostrar a moral; na Gov. José Malcher (eu acho)!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Comunidade no Orkut

Foi criada uma comunidade no Orkut do seu blog preferido ;) !!!

Se você tem Orkut, já está convidado!

Trânsito Caótico de Belém

ou cole o link direto no seu navegador:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99208230

terça-feira, 2 de março de 2010

Julgadores na ilegalidade


CREIAM!!!!!!!
Ainda há "AUTORIDADES" que se acham acima da Lei e da Instituição do Estado Democrático de Direito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Vejam a matéria abaixo!!!

Marilena Vasconcelos 

JULGADORES NA ILEGALIDADE
Juntas que analisam recursos contra multas de trânsito estão em situação irregular
Publicada em 27/02/2010 às 21h42m
O Globo
RIO - A decisão da prefeitura do Rio de manter as Juntas Administrativas de Recursos de Infrações funcionando sem um representante da sociedade, como determina uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), mais do que polêmica, pode abrir caminho para uma avalanche de ações de nulidade de multas na Justiça. É o que mostra a reportagem de Elenilce Bottari, publicada no GLOBO, na edição deste Domingo. De 2007 para cá, foram julgados cerca de 600 mil recursos, mas, para especialistas do setor e para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), as juntas do Rio são irregulares e suas decisões podem até ser anuladas. Só no ano passado, o município aplicou 1.615.653 multas - desse total, 250 mil geraram recursos.
resolução 233 do Contran, de 30 de março de 2007, estabelece que cada junta tenha no mínimo três membros: um integrante do órgão que multou, um especialista do setor e um representante de uma entidade da sociedade ligada à área de trânsitoNo entanto, desde o final de 2007, a prefeitura do Rio decidiu manter suas juntas - hoje são 12 -funcionando apenas com representantes da Guarda Municipal, da Secretaria municipal de Trânsito e servidores aposentados.
Segundo o secretário-executivo das juntas do município, Eloir de Oliveira Faria, tanto no entendimento do ex-prefeito Cesar Maiacomo no do atual prefeito, Eduardo Paesa resolução 233 estabelece "diretrizes" e estas NÃO teriam força de lei.
- Foi uma deliberação do prefeito Cesar Maia. Ele entendeu que a resolução estabeleceu algumas diretrizes para orientar a regulamentação, não havendo obrigatoriedade do seu cumprimento, uma vez que o município tem autonomia para criar suas juntas. A nossa procuradoria foi consultada e manteve o entendimento. O prefeito Eduardo Paes assumiu e decidiu manter a atual composição - explicou Eloir.
Em média, 15% dos recursos são aceitos
Segundo ele, as juntas cariocas são formadas por três titulares e três suplentes, que também vêm julgando recursos, para agilizar os processos. Ainda de acordo com o secretário-executivo, todos os integrantes das juntas têm nível superior e profundo conhecimento de processo administrativo:
- Esse conhecimento garante um processo mais rápido e qualificado. Além de atenderem a um direito individual do motorista que recorre contra a multa, as juntas também têm entre suas funções garantir a melhoria do sistema e o direito coletivo de um trânsito mais seguro. Por isso, estamos sempre treinando os guardas municipais para que cada vez mais autuem de forma correta, sem erros.
Leia íntegra da matéria na edição do GLOBO Digital (exclusivo para assinantes)

segunda-feira, 1 de março de 2010

Bebezinho

 

Encontra-se em fase final de gestação mais um ponto de táxi em Belém. Em breve teremos mais um bebê em nossa cidade. Este fica na esquina da Mundurucus com a 9 de Janeiro, em frente ao Laboratório Paulo Azevedo (de onde tirei a foto). Olha só: o pai da criança nota um local de bom movimento. Pára por lá uns dias, catando passageiros. Depois coloca um cone escrito (táxi). Pronto! Nasce uma ponto clandestino. Alguns até "viram" cooperativos, como na Doca. É aquele ditado: "se colar, colou!". E nós, sempre nós, motoristas particulares, sempre somos os mais prejudicados. Dê uma olhada na Doca e veja quantos pontos tem por lá. Só no perímetro do Líder até a esquina da Boaventura tem uns três, conforme post anterior.
Mas é isso aí, meu velho! Como já disse, "o povo tem o governante que merece".

Terreiro de São João fora de época

 

Ô, chama Verequete, ôôô! 

Isto não é o que você está pensando e nem o que anunciei no título. Mas sim um protesto dos moradores da trav. Quintino Bocaiúva, entre a Fernando Guilhon (antiga Conceição) e a Caripunas na Cremação. Esta parte fica toda debaixo d'água com nossas chuvinhas regionais (que este ano estão bem mais brandas que de costume). 

Parece que aquela obra do canal da 14 não está dando os resultados esperados.

Entendo o sentimento dos moradores, mas também existem outras formas de protesto que não venham a prejudicar as pessoas que passam por alí, pois é uma região muito perigora de se passar e, deparando-se com essa cerca junina, precisamos dar meia volta e dar um balão enorme lá pela Mundurucus, ação essa que privilegia a ação de bandidos.

Vamos lá Prefeitura. Vamos dar uma solução definitiva para a população!

________________
Desculpem a qualidade da imagem, mas estou com um celular com câmera "carroça" 2.0 MP. Me desfiz de meu celular Cybershot, porque se ele quebrar, a Sony Ericsson não resolve o problema e temos que ir à Justiça para podermos reaver o dinheiro de volta, como aconteceu comigo ano passado. Até hoje não vi a cor do dinheiro do meu W910i (desde março/2009).