Barra de boas vindas e data

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Mudança de sentidos

Ctbel lança mão da troca de sentidos - Elias Jardim adiantou que algumas vias devem ter seus sentidos modificados. Entre os projetos, está a alteração de sentido da rua Mariano, de único para dupla. 'Ela será dupla até uma determinada passagem e, em seguida, o condutor seguirá para a BR-316 pela rua Nossa Senhora das Graças', disse. 'A expectativa é reduzir de 60% a 70% dos veículos que acessam a Almirante Barroso pela (rua) Coração de Jesus', prevê o diretor.

A previsão é que os projetos sejam implantados até o final deste ano ou no início de 2012. Jardim disse ainda que está prevista a mudança para sentido único da rua dos Caripunas, que passará a ter o sentido da avenida Alcindo Cacela para a rua José Bonifácio. Outro projeto prevê a formação de um binário entre a rua Nova e a avenida Antônio Everdosa. 'Após o término da pista dupla, quando ocorre o estreitamento da via, a Antônio Everdosa será em único sentido e a rua Nova no sentido único oposto', explicou o diretor da CTBel. O terceiro projeto previsto para esse pacote seria a continuação da Pedro Álvares Cabral, no sentido único da avenida Visconde de Souza Franco (Doca). Ela faria binário com a rua Municipalidade, que também passará a ter sentido único para a rua Djalma Dutra, acabando de vez com a faixa dupla em uma mesma pista. Além disso, segundo Jardim, a Djalma Dutra deve passar a ter sentido único, que ainda será analisado. 'Os binários da (avenida) Lomas Valentina com a (travessa) Angustura e o da (travessa) Humaitá com a (travessa) do Chaco ainda precisam de um estudo mais aprofundado e só deve ser realizado no próximo ano', esclareceu o diretor Elias Jardim.

A diretora do Departamento de Análise de Projetos e Fiscalização da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), Cristina Penna, disse que não existe em Belém uma zona com predominância de uso residencial. Ela explicou que se uma zona é habitacional não significa dizer que não possa ter um comércio, um serviço ou a abertura de uma via. 'O crescimento da cidade é norteado pelo Plano Diretor. A secretaria é executora dele. As faixas de domínio, a hierarquia das vias e as larguras estão previstas no plano e devem ser respeitados. O plano resguarda o crescimento', disse.

O Plano Diretor é a Lei Municipal nº 8.655, de 30 de julho de 2008. Ela organiza o crescimento e o funcionamento da cidade, com o intuito de garantir aos cidadãos um espaço adequado para morar, trabalhar e viver. A política de desenvolvimento municipal é definida por meio de melhoria das condições materiais e objetivas de vida na cidade e no campo, com diminuição da desigualdade social e garantia de sustentabilidade ambiental e econômica. Além disso, o desenvolvimento municipal abrange a expressão social, cultural e política do indivíduo e da coletividade.

Fonte: Jornal Amazônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.