Barra de boas vindas e data

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Faixa azul começa a acabar com a farra

Caros leitores, tenho duas matérias que sairam no Diário do Pará nos dias 22 e 27/12 para postar sobre a faixa azul da Av. Almirante Barroso, mas para não ficar muito repetitivo e cansativo, postarei as duas de uma vez só.

Faixa Azul entra em vigor na Almirante Barroso

Quinta-feira, 22/12/2011, 02h30

Depois de um mês para que as empresas de transporte coletivo reeducassem seus motoristas para a utilização das faixas 3 e 4 como obrigatoriedade, o projeto Faixa Azul da Companhia de Trânsito do Município de Belém (CTBEL), entrou em vigor, ontem, na Avenida Almirante Barroso.

O projeto pretende atender às reclamações da população, que pede que as faixas 1 e 2 sejam usadas exclusivamente para carros menores. Nesta etapa do projeto, a fiscalização está sendo feita apenas por viaturas e transportes com fiscais em pontos fixos ao longo da avenida.

Segundo Elias Jardim, diretor de trânsito da CTBEL, o projeto já finalizou a primeira etapa. “Primeiro foram modificadas as cores das faixas laterais pela direita, a retirada das tartarugas ao longo da avenida e a implantação das placas de regulamentação de acordo as normas de trânsito brasileiras. Agora em 2012 vamos desenvolver a segunda etapa do projeto, quando vamos colocar câmeras em pontos estratégicos da avenida para que a via seja totalmente monitorada, evitando acidentes e irregularidades”, diz.

Uma delas é a observação das constantes “queimas de paradas”, que ocorre quando o motorista não atende a chamada do pedestre. “Acredito ainda que vamos poder ajudar outros órgãos, como o de segurança e primeiros socorros”, explica o diretor de trânsito.

Reeducação

Segundo Océlio Valente, motorista há 25 anos e que há nove trabalha com transporte coletivo, os carros menores também devem ser reeducados. “Muitas vezes carros pequenos atrapalham, andam nas faixas 3 e 4 sem mesmo ter a necessidade de dobrar para outras vias, assim temos que desviar deles. Ontem vi vários ônibus seguindo pelas faixas proibidas, justamente por não conseguir andar pelas faixas 3 e 4. Por isso que acabamos queimando as paradas, principalmente em horário de pico, quando os ônibus estão extremamente lotados. Uma viagem que deveria durar uma hora e quarenta minutos, acaba durando mais de duas horas. Por essa demora também somos penalizados”, desabafa.

De acordo com a CTBel, desde o início da implementação do projeto Faixa Azul, as empresas de transporte coletivo foram avisadas através de ordem de serviço sobre a implementação da nova regra e sua importância de reeducação dos motoristas para a utilização das faixas 3 e 4 como obrigatoriedade.

(Diário do Pará)


Ônibus fora da faixa azul são multados pela CTBel

Terça-feira, 27/12/2011, 03h26

Em vigor desde a semana passada, os ônibus urbanos que trafegam pela avenida Almirante Barroso, a principal via da cidade, têm que circular obrigatoriamente pelas faixas 3 e 4 e, consequentemente, estão proibidos de andar nas faixas 1 e 2, sob pena de multas de trânsito e administrativa.

Até agora, já foram autuados 36 ônibus por infração de trânsito e 84 por descumprimento à ordem de serviço da Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel) que regulamenta essa obrigatoriedade.

A regulamentação da circulação obrigatória dos ônibus pelas faixas de tráfego 3 e 4 da Almirante Barroso é uma medida da CTBel para dar fluidez ao trânsito e possibilitar segurança aos passageiros que embarcam e desembarcam nas paradas da via.

Segundo Elias Jardim, diretor de Trânsito da CTBel, a pintura da faixa azul e a colocação de placas de regulamentação da circulação de ônibus na Av. Almirante Barroso vão ajudar os motoristas de ônibus a cumprir a obrigatoriedade pelas duas faixas da pista. “A pintura é para chamar atenção mesmo e dividir as faixas. As placas foram colocadas na calçada e em braços projetados com a indicação das faixas dos ônibus. As duas faixas serão obrigatórias para ônibus urbanos, mas não exclusivas, até porque não tem como evitar que outros carros passem para elas no momento de entrada e saída às vias transversais”, disse ele.

Infração

Os ônibus que desrespeitarem a nova determinação da CTBel serão autuados por trafegar em local proibido, conforme especifica o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), cuja multa vai custar R$ 85,00 ao motorista infrator por ser infração média, além de quatro pontos na carteira.

Feita a autuação de trânsito, a empresa de ônibus será também notificada e receberá penalidade administrativa prevista no Regulamento do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Belém (RSTCOMB) no valor R$ 175,00.

(Diário do Pará)

Cometário:
Eh... até agora o negócio da faixa azul está funcionando. Já foram autuados 36 ônibus por infração de trânsito e 84 por descumprimento à ordem de serviço da CTBel.
Mas fica a pergunta: até quando?
Só espero que isto daqui um tempo não comece a ficar no esquecimento por conta de negligência dos órgãos e de seus agentes envolvidos, o que comumente acontece na cidade... infelizmente.

@tonyferns13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.