Barra de boas vindas e data

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Depois a culpa é do motorista...

Rapá... quando digo que tem gente que treina para morrer, ninguém acredita. Olha essa:

Ciclista se arrisca no trânsito pesado da BR-316 (Foto: Daniel Costa/ DOL)

Ciclista em meio ao trânsito pesado da BR-316.
Numa dessa, um carro vem e bate o cara, e vão dizer que a culpa é do motorista que foi buscar ele lá na calçada. Mas tá aí a imprudência do ciclista.

Se bato um energúmeno desse meto ficha para ele pagar o prejuízo, isso se ele não morrer, daí ainda vou ter que arcar com as consequencias que ele mesmo provocou.

Ah... e para quem não percebeu, há uma otra infração na mesma imagem: um carro estacionado na calçada, impedindo a passagem dos pedestres que tem que utilizar o acostamento para prosseguir. Perigoso, pois tem muito motorista doido que adora trafegar pelos acostamentos.

@tonyferns13

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Treinando para morrer e matar

Muita ousadia deste ciclista... Saca:

Ciclista filho d'uma égua (e ainda com uma criança) em meio ao cruzamento movimentado. Se quiser ver melhor, clique na imagem para apliá-la.
O pior é que esse filho de cruz credo está com uma criança na 'magrela', que talvez nem saiba o que está se passando, e muito menos a noção do perigo que corre.
Isso que eu chamo de irresponsabilidade.
Quer morrer... vai! Mas vai sozinho, e não leve mais niunguém consigo.

Local do treinamento de morte: Dr. Freitas com Senador Lemos

@tonyferns13

domingo, 23 de dezembro de 2012

Carro oficial?

Tudo errado... Mas assim seu Anaice. O pior é que a cidade está infestada de veículos oficiais estacionados em locais proibidos. Só que neste caso, nem oficial é...

Renato, tá o foto do carro oficial do Governo do Estado.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Retorno na cara dura

Cara de pau fazendo retorno proibido.

Flagrant e imagem de @apboullosa divulgada via Twitter
Só para efeito de informação:

Violação ao Artigo 206 do Código de Trânsito Brasileiro
Retorno em local proibido
Infração Gravíssima
Multa de R$ 191,54

Local da sem vergonhisse: cruzamento da Senador Lemos/28 de Setembro com Doca.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Moto gradeada

Já vi fotos de carros acorrentados a postes de iluminação, mas uma moto com um portão de metalon é a primeira vez... E para completar, sem placa.

Desculpe a qualidade, mas a câmera de celular novo não é a mesma coisa do velho e bom N8. Além do mais, foi tirada no final da tarde de ontem, dirigindo (alguém aí anotou minha placa?)...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Aplica, flanelinha, aplica!

Saca essa historinha que vou contar agora.

Ao estacionar o carro em via pública na 1º de Março com Frutuoso Guimarães (próx. a Seccional do Comércio), o flanelinha chega comigo e diz:
- 2 'real' a hora, viu meu patrão?
- Tá bom! - respondi.

Fiz minhas comprinhas em quase 2 horas.
Na volta ao carro, eu percebi que no local há as placas do 'Belém Rotativo' (Zona Azul que ainda não está em vigor). O flanelinha me abordou, e antes que ele falasse algo, perguntei:
- Cadê meu cartão?
- Poxa, tô sem cartão. - respondeu.
- Ué... mas aqui não é Zona Azul?
- É... mas hoje é sábado, 'dotô'.
- Mas dia de sábado também tem, e é das 09hs as 13hs. Tá ali na placa, ó.

O flanelinha não falou mais nada. Tirei o carro, dei uns trocados para ele e rasguei.

O que quero dizer com esse relato é que flanelinhas estão querendo se aproveitar da época natalina (em que o comércio lota) para molestar e extorquir motoristas desavisados monopolizando vagas de estacionamento em via pública, como este cidadão que queria que eu pagasse R$-2,00 por cada hora na vaga 'dele'. Ora, se o Belém Rotativo já estivesse funcionando eu pagaria apenas R$-1,50 por uma permanência de 2 horas.
Ou seja, se colar... colou.

É claro que não estou generalizando, e sei que há flanelinhas honestos que trabalham duro para sustentar suas famílias. Critico aqueles que tentam enganar as pessoas afim de obter vantagens ilícitas (extorsão), e ainda por cima não sabem nem mentir ou disfarçar (ou porque se fazem de bestas ou porque não sabem mesmo) quanto à questão da zona azul.

Aplica!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Gol em sua versão Skol

Mais uma que não me contive em postar.

"O motora do Gol tá afim de descer redondo... pra baixo da terra."

Imagem e texto de @duarte_jr via Twitter.
E o pior é que é engraçado.
Gol Skol... hehe. Essa foi...

Fico só devendo o local, mas não tenho a informação e também não consegui identificar. Mas... tá valendo!

@tonyferns13

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

'Belo' exemplo...

Quando vi essa não tinha como não postar.

"Agente da CTBEL em uma moto sem capacete, na esquina, falando ao celular e atrapalhando o trânsito."

Imagem e texto de @AgulhaDoRock via Twitter


Depois dessa não preciso comentar mais nada...
Fiquem à vontade.

@tonyferns13

Um multando e o outro coçando...

Essa nova, não?! Já estou enjoado de postar essas fotos aqui, mas não cansado. Pista engarrafada no sentido Belém-Icoaraci, trânsito livre no sentido oposto. E os dois guardolinhas combinando onde será o fim de semana e de costas para a confusão que tá na Augusto Mortenegra.

Local do chat: Augusto Montenegro, em frente ao Conjunto Gleba II

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Trânsito Livre? De que tipo?

Como se já não bastasse os motoqueiros cobrindo a placa de suas motos para não serem flagrados pela fiscalização, agora aparece alguns motoristas fazendo o mesmo com seus veículos.

Imagem enviada via Twitter por @brabul
Repararam no detalhe circulado? É isso mesmo. Não é ilusão de ótica. É um adesivo OAB - Trânsito Livre. Então, pelo que podemos supor é que se trata de um veículo de algum funcionário da OAB; ou de algum advogado afiliado; ou do diretor, ou do presidente, ou sabe lá o quê da instituição citada.

Eeeh... pra quem pertence à uma instituição que prega a justiça, acho bom rever um pouco os conceitos.
É aquela velha história do "faz o que eu digo, mas não faz o que eu faço"? Será que é por isso que o trânsito para ele é "livre"? Mas, livre até que ponto? Até o ponto de esconder a placa do carro e poder fazer barbeiragens livremente colocando a vida das pessoas em risco sem ser incomodado?

E o exemplo passou loooooonge...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Agente da CTBel tem até cartão Yamada!

Olha, toda vez diversas vezes falamos de um guardinha lutador aqui, outro ali. E outros que gostam de sombra e água fresca. E outros ainda que gostam de multar pelo mínimo motivo (até por que a orientação a eles dada pela querida CTBel é multar mesmo - um deles me falou em off, juro!! Tá gravado no meu celular!!!), MAS um ser gentil, educado e prestativo ao mesmo tempo e ainda agente de trânsito em Belém eu nunca ouvi falar... mas ele EXISTE!!! Olha, Papai Noel não existe, mas esse guardolinha gente boa existe, sim, e tem até cartão Yamada!!! !!! E duende é!

Veja a foto dele que peguei emprestado da uma postagem do Amaury Silveira em seu espaço no Facebook:


O competente Amaury descreve o seguinte em página no Face:
Tem um guarda da Ctbel que é um mimo. O cara cumprimenta todo mundo. Oferece segurança para idosos atravessarem a rua. É educadissimo. Não sei se multa, mas educa com certeza.Ele fica ali na av Alm Barroso esquina da trav Humaitá. Deve ser de outro mundo, com certeza. — com Alan Urso e Orlando Junior.
Caramba, se alguém souber o nome dele e onde fica, manda aí para gente para divulgar. 
Não tenho nem palavras... Virei fã do cara!!!


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Taxistas prenhos?

Depois reclamam quando a gente 'pega no pé' de taxistas. Mas pudera, né? Saca só:


Taxistas parindo mais um ponto irregular. E o pior... em uma curva.

Não vou me estender muito, senão ainda aparece um afetado da categoria aqui falando besteira.
Só ressalto que não generalizo. Ainda há aqueles que realmente trabalham direito, cujo quais ainda posso chamar de verdadeiros profissionais no trânsito.

Local do Táxi que Pariu: João Paulo com Dr. Freitas.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Cadê a calçada?

Aaah se a CTBel fizesse a parte dela...


Eu quero saber o que um 'motorista' desses tem na cabeça. Cérebro é que não é. Educação então... nem se fala.

Não preciso nem citar o artigo do CTB que todos esses estão infringindo, pois já citei aqui outras vezes. E além do mais, ainda corro o risco de ver outro engraçadinho vir aqui querer me dar aulinha de legislação.

Local do roubo qualificado de calçada e formação de quadrilha: Domingos Marreiros, em frente ao Hospital da Unimed.

@tonyferns13

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Você sabe agir perante a faixa?

Avenidas como a Duque de Caxias e Marquês de Herval possuem aquelas famosas faixas de segurança para pedestres (ou faixa cidadã), porém muitos motoristas e até os próprios pedestres não respeitam, sendo que a maioria não sabem nem utilizá-la.
Se você pensa que é, simplesmente, sair atravessando a faixa no meio do fluxo, está completamente errado.

Então como o TCBel (Trânsito Caótico de Belém) também está aqui para orientar, vamos ensinar como fazer o correto de maneira segura (já que a CTBel não o faz):

Onde existe a faixa, mas não há semáforo, antes de atravessar estenda o braço com a palma da mão voltada para os veículos, espere até que os mesmos parem, daí pode atravessar tranquilamente de forma segura, mas não abuse. Atravesse rapidamente para não prejudicar o fluxo. E o gesto não deve ser feito onde não tem faixa de pedestres.
Pedestre, estenda a mão antes quando quiser atravessar.
Da mesma forma orientamos também os motoristas de como agir nesta situação no trânsito:
Quando estiver dirigindo, ao visualizar um pedestre na beira da faixa, pode ligar o pisca-alerta para indicar que você vai parar (ou está parado) para a travessia do pedestre. Só prossiga após o pedestre ter atravessado completamente a faixa com segurança.

Caso o motorista esteja andando no limite de velocidade, próximo a uma faixa de segurança, e pedestre se aproxima e faz o gesto com a mão, o mais prudente é seguir adiante. O gesto do pedestre não significa que o motorista tem de parar imediatamente. Na situação descrita, o gesto do pedestre valerá para quem vem atrás, com tempo de parar sem riscos de ser atingido por trás por outro veículo.

Onde houver semáforo deve-se respeitar a indicação luminosa, tanto motorista quanto pedestre.

Parar na faixa é lei e este novo sinal vem para auxiliar a relação entre condutor e pedestre. É essencial que haja um respeito mútuo entre o pedestre e o condutor, mas não é o que temos presenciado no dia a dia.

A multa para o motorista que deixar de dar preferência ao pedestre sobre a faixa ou não deixar o mesmo terminar a travessia é de R$ 191,53, além da perda de sete pontos na carteira de habilitação.

Esta nossa iniciativa se deu justamente pelo fato de presenciarmos diariamente pedestres e motoristas agindo de forma imprudente quanto à faixa de segurança. Pedestres avançando para a faixa sem deixar que os veículos parem primeiro. E motoristas avançando a faixa com pedestres querendo atravessar ou já em travessia.


Bem... nossa parte fazemos. E você? Faz a sua?

@tonyferns13

sábado, 17 de novembro de 2012

Acidente na BR

Quando vi o vídeo no site da TV Globo até pensei que fosse na nossa BR-316 velha de guerra, pois vemos muitas dessas presepadas por lá pelas bandas entre Castanhal e Santa Maria... passa o pano na reportagem:

http://globotv.globo.com/tv-anhanguera-go/ja-1a-edicao/v/video-motorista-supostamente-embriagado-em-rodovia-em-goias/2247323/

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Carro anfíbio?

Um carro de passeio amanheceu dentro do canal da avenida Tamandaré, próximo a travessa São Pedro, em Belém, no feriado desta quinta-feira (15).
O acidente aconteceu poro volta das 6h. A mureta de proteção do canal foi destruída pelo veículo, que foi parar na água.
 
Imagem capturada pelo Libcop da TV Liberal

Não sei se o 'motora' achou que seu carro era anfíbio depois de tomar 'todas' a noite, ou se ele não esperou chegar em um balneário para dar aquele mergulho...

Sem mais informações.

Praga em fuga...

Uma imagem vale mais que mil palavras...



Ainda é preciso citar o artigo do CTB infringido?

Pelo menos a praga não parou em cima da faixa... hehe.

Local da tentativa de fuga: Antonio Barreto com 09 de Janeiro.

Momento 'Onde está o Wally':
Para quem não percebeu na mesma imagem tem uma outra infração. Tem um veículo estacionado na calçada de forma irregular. Bem ali na direita de baixo da árvore.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Homenagem ao "valentão" da CTBel.

Quem curte artes marciais, em especial Kung Fu, como eu, vai adorar o vídeo.

Boa época do Jet Li.

Prefeitura implanta o 'Belém Rotativo'

Prefeitura implanta estacionamento rotativo no centro comercial de Belém.

Projeto evita que veículos fiquem muito tempo no mesmo local.
Ação prevê permanência de carros por no máximo 2 horas em cada vaga.

Do G1 PA
Em alguns pontos da capital paraense já é possível observar placas que indicam o estacionamento rotativo de veículos. A sinalização faz parte de um novo projeto que está sendo implantado em Belém, para evitar que carros permaneçam muito tempo ocupando a mesma vaga. A iniciativa denominada de Belém rotativo prevê a permanência de veículos por no máximo duas horas em determinada vaga, além disso, será cobrado dos motoristas o valor de R$ 1,50 por hora de estacionamento.

As placas do estacionamento rotativo já podem ser encontradas ao longo da avenida Boulevard Castilhos França e dividem opiniões entre os motoristas. “Não vai dar certo. Todos os que estacionam aqui são funcionários públicos e a permanência no estacionamento é de duas horas. O pessoal vai sair do emprego deles, vir aqui tirar o carro, dar uma volta e colocar novamente?”, questiona o comerciante Leopoldo Dantas.

Já o taxista Nonato Oliveira aprovou a ideia. “Porque acaba o problema de flanelinha brigar com o usuário que chega, quer estacionar o carro e não pode. O cara se intitula o dono”, afirma.

Além do Boulevard Castilhos França, o projeto atingirá uma área denominada de zona azul, que está sendo implantado em outras três ruas do centro comercial em Belém: Marechal Hermes, 15 de novembro e Gaspar Viana. O serviço será explorado por uma empresa de Curitiba (PR), que ganhou a concorrência pública feita há cerca de 3 anos pela Companhia de Transportes de Belém (CTBel).

O estacionamento rotativo nas quatro vias da capital ainda está em fase de implementação. A expectativa é que quando entrar em funcionamento, o projeto ofereça aos condutores, entre 700 e 800 vagas. Mas, para o flanelinha Carlos Oliveira, que trabalha na área há 6 anos, a mudança gera uma preocupação. “A gente vai perder esse nosso espaço e será muito pouco a renda que a gente vai ganhar”, comenta.

De acordo com a CTBel, os motoristas que permanecerem por mais de duas horas na mesma vaga, poderão ter os carros guinchados.

Quem quiser acompanhar a matéria em vídeo. Acesse a fonte clicando AQUI.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Autoescolas deverão ter simuladores a partir de 2013

O equipamento vai permitir que o motorista vivencie situações similares às que ocorrem em vias públicas.

 A partir do ano que vem, as autoescolas do país serão obrigadas a ter simuladores de direção. Os alunos aspirantes à habilitação categoria A (carros e motos) terão de fazer duas horas e meia de aula nesse equipamento. Segundo o Contran, o número mínimo de aulas práticas (20 horas) não será alterado.

A obrigatoriedade de uso desse equipamento consta da Resolução 358 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 19 de agosto de 2010. A decisão foi regulamentada na reunião do Contran no dia 31 de outubro.

De acordo com o Ministério das Cidades, o objetivo é contribuir para a melhor formação dos motoristas e diminuir os acidentes de trânsito. De acordo com o ministério, estudos mostram que o equipamento desenvolve as habilidades sensoriais e motoras do motorista e ajuda no conhecimento teórico das regras de trânsito e autocontrole emocional.

Estudos feitos pelo governo dos EUA comprovaram que o uso de simulações podem reduzir pela metade o número de acidentes nos 24 meses após a retirada da carteira de motorista.

O simulador vai permitir que o motorista treine os controles do veículo e vivencie situações similares às que ocorrem em vias públicas, antes das aulas práticas de volante.

O problema é que cada simulador, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina, custa, em média, o preço de um carro popular.

Em Alagoas, por exemplo, a maioria das autoescolas não tem dinheiro para adquirir o equipamento. Por enquanto, existe apenas um fabricante no Brasil homologado pelo Denatran, o que significa oligopólio.

A aflição dos CFCs é nacional, e eles avisam que terão que aumentar o valor do curso das autoescolas para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Fonte: fragmentos do Diário de S.Paulo e Jornal Correio do Povo de Alagoas

Disponibilizamos aqui um link para quem quiser baixar o simulador e testar em casa.

Se você está se preparando para tirar a CNH, este novo programa vai lhe ajudar muito. É um simulador do Detran para o exame de direção. Ele é muito parecido com os jogos de computador mas simulando o transito real, você terá de obedecer os sinais de trânsito lembrando-se da direção defensiva. Ótimo para quem está aprendendo a dirigir e procura um simulado de direção para treinar e economizar nas aulas.

Este treino lhe auxiliará a ficar mais atento à sinalização nas ruas. Você terá de observar todas as placas, os semáforos e as sinalizações pintadas no asfalto das vias e claro, terá de respeitá-las. Isto é realmente muito útil a todas as pessoas que querem tirar sua carteira de motorista.

Baixe AQUI.

Fonte: Baixaki Download

Dilma Rouseff testou o Simulador de Direção, no estande do Ministério das Cidades (MCidades), durante o 27º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. Após o teste, a presidenta afirmou que foi uma sensação interessante ter passado por todas as fases do simulador, sem cometer nenhum erro grave. Ela deixou apenas de ligar a seta para mudar de faixa e não pisou inicialmente na embreagem para o carro andar. Em discurso, na abertura oficial do salão, Dilma Rousseff também destacou que "é necessário evitar que pessoas sejam condenadas a perder a vida por conta de um acidente”.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Quem te viu... Quem te vê...

Saca só essa imagem de alguns anos atrás da Av. Almirante Barroso:


Limpa, organizada, vazia, arborizada... Nem parece que era em Belém. 

Agora está essa merda porcaria:

Aqui ainda estava arborizada... Mas no resto...

 Agora... nem tão arborizada...

Por @tonyferns13

sábado, 10 de novembro de 2012

Novo patrocinador do UFC

CTBel: contratando reconhecendo talentos no esporte!

Imagem original capturada do UFC, jogo para PS3.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Guloso...

Saca só essa imagem de Gabriel Souza que segundo seu relato, o cara tinha acabado "de sair do Boi de Ouro e entrou no bonde".


O condutor do carrinho acabara de sair empachado de uma churrascaria, e ainda quis uma sobremesa sa saída. 

E o 'motora' do ônibus, literalmente, tomou na bunda... Êeee, rapáaa... Na bunda do booonde. Mente poluída!

Local da enrabada: Av. Duque de Caxias com Travessa Curuzú.

@tonyferns13

UFC CTBel (parte 2)


Para quem não assistiu segue o link do vídeo da reportagem no Jornal Liberal 1ª Edição sobre o agente da CTBel que "deu um sacode" em um motoqueiro. O ocorrido se deu em uma das vias mais movimentadas de Belém, na Av. José Malcher com Generalíssimo.

Assista a reportagem na íntegra clicando AQUI. O diretor de trânsito da CTBel, Elias Jardim, participou do programa e falou sobre as medidas que estão sendo tomadas sobre o caso.

Como se não bastasse, o caso ainda foi destaque no Balanço Geral PA, e também na versão de São Paulo (Balanço Geral SP). Segue:




Agora o Grana Dana White já sabe quem escalar para a disputa de cinturão contra o Anderson Silva. Hehe... O cara me lembrou o Vitor Belfort quando fuzilou Wanderlei Silva em poucos segundos no UFC 17.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Em uma esquina qualquer...

Enquanto rola o fight do guardolinha (que não deu conta do serviço) e o motoqueiro, na Quintino com a José Malcher, dois guardolas batem aquele velho papo em um local que não havia necessidade alguma de ter dois sem nada a fazer em um horário de pouco movimento.

Local do papo furado: Almirante Barroso, perto do Conjunto Costa e Silva

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

UFC: Versão CTBel

Agente da CTBel agride um homem em via pública

Quarta-Feira, 07/11/2012, 17:52:30 - Atualizado em 07/11/2012, 21:37:21

Um homem, cuja identidade pediu para manter em sigilo, foi agredido por um agente da CTBel na manhã desta quarta-feira (6), na esquina da travessa Quintino Bocaiúva com a avenida Governador José Malcher, em Belém. A briga foi registrada em um vídeo de celular por uma das testemunhas.

De acordo com as informações da vítima, o incidente começou logo após ele receber uma multa do agente, que reclamou do barulho feito pelo alarme da motocicleta da vítima.

O homem foi reclamar da multa - acabou desacatando o funcionário público - e os dois começaram uma discussão até o momento que o agente partiu para cima do motociclista e começou a agredí-lo. Neste momento, populares se intrometeram e apartaram a confusão.

A CTBel informou que ainda não teve acesso ao vídeo e que está esperando uma denúncia formal para abrir sindicância sobre o incidente. Caso seja comprovada que a agressão não ocorreu em legítima defesa, o agente deverá ser afastado do órgão.

A vítima realizou o exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), cujo resultado deverá sair em até 15 dias. Tanto o homem agredido quanto o agente registraram boletim de ocorrência na Seccional Urbana de São Brás na tarde de hoje.

(Gustavo Dutra/DOL)




Leia a matéria original no site do Diário On Line (DOL).

Matéria do DOL publicada no Facebook pelo Obama BRT Belém.

PRECISA COMENTAR MAIS ALGUMA COISA???

sábado, 3 de novembro de 2012

Respeito? Que respeito?

Respeito é uma palavra que não existe no nosso trânsito.

Foto tirada agora de manhã na Doca: semáforo fechado. Carros passando...

Via Motorola Razr.



Esta é a foto que enviei direto do meu celular.

Esta é a mesma foto que tirei com meu celular mas editei em casa, e estou postando devido à qualidade superior.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Na marra!

Que muito broncorista motorista adora parar em cima da faixa de pedestre já se sabe. E isso não acontece só em Belém, claro. Saca essa imagem de uma infração em Blumenau-SC.


O que isso tem haver com Belém? Realmente nada!
Mas qual a sua reação ao ver um carro parado em cima da faixa lhe privando de seu direito? Muitas vezes é de pura indignação, ficamos irritados, com sensação de impunidade, com vontade de socar a cara do crustáceo, porém nada podemos fazer, pois somos apenas meros mortais e sofreríamos consequêcias desagradáveis, além de transtornos. E infelizmente temos que conviver com isso esperando que os órgãos de fiscalização tomem iniciativas e providências melhores.

Eh... mas dá uma sacada nesse vídeo de uma ação que ocorreu na dita cidade de Blumenau-SC por uma academia de lutadores de Jiu-Jitsu. O carro que parava na faixa de pedestres ganhava de brinde uma 'mãozinha' para voltar ao lugar onde deveria realmente ter ficado.

 
Haha. Eu queria ter visto a cara do motorista.

 Se não aprende na auto escola... aprende NA MARRA!

Aqui em Belém os caras teriam bastante trabalho.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Camarão Luso-Russo

Não é só em Belém que tem cabeça de camarão no trânsito, não. Veja este acidente na Rússia, onde um crustáceo faz uma manobra perigosa em um, acredite, Lada Laika, e se espatifa contra outro veículo na contra-mão e sai andando. 
Adiante o vídeo até 2 min. Antes disso, só mostra o caminhão passeando na estrada portuguesa russa.

 Esse russo é meio português...

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Faixa de... Motorista!

Eh mermão... Não tem jeito mesmo!
Todo dia, toda hora e em todo lugar é a mesma merda porcaria. Motoristas parando seu veículo no sinal vermelho em cima da faixa de pedestres.



Como isso tem sido muuuuuuito comum, não combatido de forma eficaz e os imbecis desses motoristas não querem saber, a CTBel poderia mudar o nome dessa faixa aqui em Belém para "Faixa de Motorista", né?

Claro que estou ironizando e não quero (e nem posso) tirar o direito de ir e vir das pessoas, inclusive direito meu também, pois tirei essa "bela" imagem justamente quando fui atravessar esta faixa.

E como o TCBel não é só crítica, e sim também cultura e informação, vamos à aulinha de legislação aos desinformados.

Artigo 183 do CTB:
Parar o veículo na faixa de pedestres na mudança de sinal luminoso.
Infração Grave - 5 pontos na CNH
Multa: R$-85,10

Ou seja, é proibido parar sobre a faixa detinada aos pedestres!!

Local da marmota: Tiradentes com Assis de Vasconcelos

@tonyferns13

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

"Bons" de lábia... Vai que cola...

As cinco maiores cidades do país emitem juntas 1,3 milhão de multas por mês. Todo cidadão tem direito a se defender destas multas de trânsito. Mas é preciso comprovar com documentos o motivo da infração.

O Jornal Hoje mostrou uma reportagem com algumas justificativas que os motoristas apresentam, mas muitas sem fundamentos e incabíveis.

Saca só algumas:

"... levando meu avô às pressas... atendimento médico..." relatou um motorista flagrado em alta velocidade.

Um outro motorista acusado de dirigir embriagado escreveu que se tratava de "grave problema de saúde e estava ingerindo comprimidos antibióticos e xaropes que deixavam com bafo de onça..." querendo dizer que isso poderia se confundido com álcool.

É cada uma...

Bom... para quem quiser assisitir a reportagem completa sobre o tema clique aqui.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Nova Lei em tramitação no Congre$$o


VEJAM ESSA MATÉRIA: NÃO ERA SÓ O QUE FALTAVA PARA ARRANCAR NO$$O$ RECUR$O$ ???????? QUANTO MAIS A GENTE PENSA QUE A CARA DE PAU DELES JÁ CHEGOU AO MÁXIMO, MAIS ELES DESCOBREM JEITO PARA NOS SUGAR!!!

Marilena Vasconcelos
por e-mail


Infrações cometidas em vias em obras poderão ter multa dobrada

Postado em 06/10/2012 12:07 Atualizado em 06/10/2012 12:09

Mariana Czerwonka Portal do Trânsito

A Câmara analisa proposta que duplica o valor das multas de trânsito quando as infrações forem cometidas em vias ou trechos de vias em obras, desde que haja sinalização. A medida está prevista no Projeto de Lei 4398/12, do deputado Walter Feldman (PSDB-SP), que modifica o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

O código, atualmente, já obriga o condutor a reduzir a velocidade do veículo em locais sinalizados com advertência de obras ou trabalhadores na pista. A proposta busca fazer com que o motorista tenha ainda mais cuidado nessas situações. “O condutor deve ter a atenção redobrada enquanto circula no trecho em obras ou com trabalhadores na pista não só quanto à sua velocidade, mas com relação a todas as outras infrações previstas na lei”, argumenta Feldman.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Com informações da Agência Câmara

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Abuso de flanelinhas "donos das ruas"

Há alguns dias postamos aqui uma matéria sobre os "Donos das vias públicas", em que citamos a ação ilegal de flanelinhas (e até comerciantes) que colocam obstáculos para delimitar estacionamentos privativos em via pública sem autorização alguma dos órgãos públicos, impedindo outros estacionem no local.

Pois bem. Ontem, dia 09, saiu uma reportagem no Jornal Hoje falando justamente de práticas ilegais e abusivas de flanelinhas. O quadro "Câmera do JH" mostrou o problema da cobrança de estacionamento em vaga pública.

Veja a reportagem direto na fonte clicando aqui. Muito boa mesmo, e vale a pena assistir.

Este problema se repete por todo país, inclusive em Belém. Há pessoas que se consideram donas das ruas e cobram, muitas vezes caro, do motorista que quer parar em uma vaga na rua ou local público.

E tem flanelinhas que usam seu próprio carro para tomar dinheiro de motoristas em busca de vagas.

É isso mesmo que você leu. Flanelinhas que tem até carro para extorquir.
O "negócio" dá tanto dinheiro, que até carro os caras tem.

Eh... quem pode, pode. Quem não pode... leva um risco na lataria, uma esvaziada no pneu ou outro dano qualquer em seu veículo...

terça-feira, 9 de outubro de 2012

CTBel retomará Zona Azul em Belém

Belém voltará a ter estacionamento rotativo pago em via pública, a chamada "Zona Azul", similar a que tinha na avenida Braz de Aguiar, cujo a mesma havia sido suspensa por conta do MPE ter considerado ilegal o contrato firmado com a empresa Espaço Vago, de Curitiba.

Como eu sei?
Primeiro porque foi vinculado na imprensa (vide notícia mais abaixo). Segundo porque conversei há alguns dias com um dos agentes de uma empresa terceirizada que estava efetuando o levantamento e os testes com o equipamento eletrônico que será utilizado no processo.

Bem... para entender melhor e para quem não conhece ainda, a parada é a seguinte.
Em conversa com este agente, ele explicou como será feito este controle, e até mostrou em uma simulação.
O 'caboco', ao estacionar, ele deverá adquirir o bilhete da Zona Azul para fazer valer o estacionamento, e deixá-lo no parabrisas do carro pelo lado de dentro. O prazo limite para o carro ficar naquela vaga será de 2 horas, e enquanto isso o agente da área ficará monitorando os carros estacionados naquele local inserindo o código do bilhete e a numeração da placa do carro no equipamento (uma espécie de PDA), e enviará esses dados para uma central, que retornará com a resposta se aquele veículo está ou não ainda no prazo das 2 horas. Caso tenha excedido o tempo, será automaticamente gerado uma notificação ao condutor através de correspondência, e caso não seja regularizada a situação em 5 dias, será convertida em multa.

Este sistema será adotado, primeiramente, na área comercial de Belém. E futuramente para outros bairros de grande movimentação, principalmente onde há área comercial, bancos, órgãos públicos, etc.

O provável horário da Zona Azul, segundo o agente, será de segunda à sexta de 09hs às 19hs, e aos sábados de 09hs às 13hs.

O objetivo deste sistema é bem simples: acabar com a monopolização de vagas em vias públicas por motoristas que, simplesmente, chegam estacionam seus carros nas vagas, vão embora trabalhar ou estudar e etc. Os carros passam o dia todo ali como se fosse uma garagem particular, impedindo que outras pessoas possam usufluir do direito de estacionar para fazer alguma coisa como pagar alguma conta, fazer compras, realizar algum serviço e etc. Prejudicando tanto estas pessoas, quanto também comerciantes que precisam desta rotatividade.

Outro objetivo deste sistema é coibir a ação de flanelinhas (e até comerciantes) que ficam guardando vagas em via pública para seus clientes, o que é proibido (como já comentamos aqui numa postagem anterior).

Neste projeto, os flanelinhas também terão participação, mas somente aqueles que são cadastrados nas associações.

Estou até vendo fulano ou ciclano vir aqui e dizer que isso está errado, que as vias são públicas e blá blá blá... aquela ladainha de sempre.
Mas para estes dou logo a resposta para não precisar fazer isso depois. A via é realmente PÚBLICA, e NÃO SUA para fazer dela garagem particular para "guardar" seu carro ou estacionamento privado, tirando dos outros o mesmo direito que você tem.
Quer guardar o carro? Procure estacionamento particular como qualquer outra pessoa de bom senso. E antes que me perguntem... eu faço isso.

Está certo que isso pode virar sim uma nova "máquina" de arrecadação. Mas neste caso é um mal necessário.

A Zona Azul é uma realidade em várias capitais brasileiras. É só uma questão de adaptação e costume.
Não sei quanto meus colegas do TCBel, mas eu concordo com o sistema da Zona Azul.

Segue abaixo uma notícia acerca da Zona Azul que saiu no site da ORM há uns meses atrás.


CTBEL retoma Zona Azul e flanelinhas terão emprego
15/07/2012 - 8:15:0 - Belém  

Belém voltará a ter estacionamento rotativo pago e os flanelinhas poderão ser admitidos como trabalhadores do antigo sistema Zona Azul, cujo funcionamento na avenida Braz de Aguiar, após licitação em 2010, foi contestado judicialmente pelo Ministério Público do Estado, que considerou ilegal o contrato firmado com a empresa Espaço Vago, de Curitiba. A informação foi fornecida na semana passada pela diretora superintendente da Companhia de Transportes de Belém (CTBel), Ellen Margareth, ao confirmar que o juiz Marco Antônio Castelo Branco, titular da 1ª Vara de Fazenda Pública da Capital, considerou legal o contrato firmado há dois anos, suspenso depois que o MPE acionou a Justiça alegando privatização de vias públicas.

Quando a licitação foi suspensa, a Prefeitura planejava ampliar a Zona Azul às transversais da Braz de Aguiar (ruas dos Mundurucus, Tupinambás, avenida Conselheiro Furtado e perímetro da praça Batista Campos). Segundo Ellen Margareth, a ideia da CTBel é aproveitar os flanelinhas no novo sistema. 'Eu tive a confirmação da Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos (Semaj), apesar de não ter lido um despacho ou decisão, e por isso retomei o projeto. O nome deve mudar para ‘Belém Rotativo’ ou algo semelhante, para tirar o nome negativo da Zona Azul. Agora vamos fazer em áreas não residenciais e pretendemos começar pela avenida Presidente Vargas. Uma mudança, que já estamos discutindo com as entidades dos flanelinhas é aproveitar essas pessoas e indicá-las para serem contratadas pela empresa Espaço Vago, com carteira assinada e remuneração fixa para cuidarem dos pontos. Para isso, daríamos um curso de sinalização de trânsito, atendimento e relacionamento interpessoal. Eles também teriam novo uniforme. As associações nos entregaram um disco com uma relação dos pontos e dos flanelinhas, o que vai nos ajudar a ter controle', diz Ellen.

O Tribunal de Justiça do Estado não confirmou a decisão e nem foi possível entrar em contato com o juiz. A reportagem entrou em contato com a Coordenadoria de Comunicação Social (Comus) da Prefeitura de Belém para obter o número do processo e confirmar com a Semaj, mas o expediente foi facultado na sexta-feira e não foi possível confirmar a informação sobre o processo.

A relação conturbada entre motoristas e flanelinhas tem uma extensa crônica, mas as histórias são sempre muito parecidas: o flanelinha pede dinheiro para 'reparar' o carro e ajudar a estacionar e, ante a recusa, há ameaças de danos ao veículo, ofensas e até agressões. Por outro lado, há quem confie nos flanelinhas ao ponto de entregar a chave do carro para manobras e limpeza. A Associação dos Lavadores e Reparadores de Carros de Belém (ALRCB) e a Associação dos Trabalhadores Guardadores de Veículos em Estacionamentos Públicos de Belém do Pará (ATGVEPB-PA) estimam em 1,1 mil o número de flanelinhas cadastrados, sob proteção da lei federal 6.242/1975 e da lei municipal 8.039/2001, que regulamentam e reconhecem a profissão.

Transtornos - Ellen Margareth diz que a atuação informal dos flanelinhas causa transtornos ao trânsito e coloca os 'clientes' em risco de ter o carro guinchado por estacionamento proibido. Ela adverte que o motorista não pode confiar que um flanelinha impeça um guinchamento numa área proibida, pois eles só se importam em ter espaço para colocar mais carros.

'O condutor tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas o flanelinhas não. Então quem tem carteira precisa respeitar regras, como não parar em calçadas, na porta de garagens de residências ou comércios, 10 metros antes ou depois de paradas de ônibus ou onde há placas proibindo o estacionamento. Já vimos casos em que o proprietário do veículo disse que o flanelinha tinha dito para colocar o carro em lugar proibido, mas na presença da fiscalização, o tal flanelinha não foi visto', ressaltou Ellen.

sábado, 29 de setembro de 2012

Donos das vias públicas

Uma prática tem sido comum em Belém: a colocação de cones, caixotes e outros objetos para reservar vagas de estacionamento em vias públicas sem autorização alguma dos órgãos públicos.

Esta prática ilegal pode ser facilmente vista na área comercial e também nos bairros onde há bancos, órgãos públicos, praça e etc em que flanelinhas, e até comerciantes, colocam obstáculos para delimitar estacionamentos privativos em via pública, impedindo outros 'meros mortais' estacionem no local.

Saca só alguns exemplos flagrados:

Flanelinha na Rua Carlos Gomes (próximo ao BASA) coloca cones esperando seus "clientes" chegarem. É o famoso "quem dá mais" por uma vaguinha. (Foto de @tonyferns13)
Instituto Odontológico na Wandenkolk adota os cones com direito a segurança particular na tentativa de intimidar quem ouse "invadir" as vagas. (Foto de @nina_oliver)
Caso você veja alguma situação irregular, contate a CTBel através do número 0800 091 1314 e denuncie. É bom ter na agenda do seu celular.

E se encontrar um cone reservando vaga de estacionamento, saiba que ele é ilegal. Portanto você pode retirá-lo e estacionar o seu carro na rua, que é pública, é de todos.

O que diz a LEI
(extraído do Blog do Sérgio Santos)

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), capítulo III, das Normas Gerais de Circulação e Conduta, sobre a utilização de cones em vias públicas, os usuários das vias terrestres devem: I - abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstáculo para o trânsito de veículos, de pessoas ou de animais, ou ainda causar danos a propriedades públicas ou privadas; II - abster-se de obstruir o trânsito ou torná-lo perigoso, atirando, depositando ou abandonando na via objetos ou substâncias, ou nela criando qualquer outro obstáculo.

O artigo 246 (CTB), diz que obstruir a via indevidamente é considerada infração gravíssima, sujeita a multa - que pode ser agravada em até cinco vezes, a critério da autoridade do trânsito, conforme o risco a segurança que o obstáculo oferece. O parágrafo único diz que a penalidade será aplicada à pessoa física ou jurídica responsável pela obstrução, devendo a autoridade com circunscrição sobre a via providenciar a sinalização de emergência, às expensas do responsável, ou, se possível, promover a desobstrução.

Título clichê do dia: Flagrante de irresponsabilidade

Olha, se eu fosse colocar flagrante de irresponsabilidade em todas as postagens que merecem, acho que 80% delas viriam com o texto lá no assunto.

Mas... vamos ao que interessa: neste flagrante de irresponsabilidade (não, não é um novo programa da Record para disputar com a Globo), vemos um cidadão, provavelmente "paizão" (quem sabe, padrasto, né?!) com uma criança de aproximadamente 6 anos no banco da frente do carro e, pior, sem cadeirinha e muito menos sem cinto de segurança...

Detalhe: só para eu ter certeza que ele sabia que estava fazendo tolice (o adulto), quando me viu tirando a foto, mandou o garoto ir para o banco de trás, o que não diminui o nível de imprudência.

Isso tudo, minha gente, diga-se de passagem, em plena rodovia BR-316, no trecho que passa por dentro de Ananindeua, logo após o posto da Polícia Rodoviária Federal, no sentido para Belém, ou seja, ele passou pelo dito posto. O problema é que só existe fiscalização em época de férias... tire suas conclusões.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tranca rua da Cabanagem

É, eu também achei parecida com aquela famosa foto dos Beatles na Abbey Road, mas a foto foi tirada na localmente famosa avenida Presidente Vargas.

Se esta foto fosse em Belém, eles estariam correndo... hehehe
(Foto "gentilmente" copiada da Wikipedia)

Quase todos fazem, mas eles, sempre eles, conseguem fazer pior, diferente e com maior desrespeito possível a tudo e a todos. Afinal, um elefante incomoda muita gente. É a típica foto que dispensa demais comentários.

Tudo conforme manda o figurino: semáforo vermelho para a Pres. Vargas. Dois ônibus "atravessados" na pista. Pedestres felizes "manobrando" por trás do busú. Outros carros querendo passar no "seu verde".

QUANDO ISSO VAI ACABAR????

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Deixa que eu deixo

Olha que cena hilária e que mostra a cara de pau de nossos queridos motoqueiros.

Veja a carona que está sem capacete e o carro da CTBel logo à frente do semáforo. Eu vinha logo atrás deles e observei que o motoca só vinha administrando para não passar do carro-forte carro da CTBel. E a CTBel já tinha percebido, mas não quis assustar o frango...


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Motociclovia

Por @TonyFerns13

Eis que apresento a primeira motociclovia de Belém...



É claro que não passa de uma brincadeira... e que na verdade se trata da nossa querida Praça da República. Mas parece que quem não estava de brincadeira era esse retardado motociclista "supereducado" que não quis nem saber e veio cortando caminho por dentro da praça.

E não é a primeira vez que vejo uma patifaria dessas. Pois vira e mexe acontece de motociclistas trafegarem até mesmo por cima do calçadão ao redor do Teatro da Paz, e os seguranças particulares de lá e os guardas municipais que ficam pela praça nada fazem para coibir este tipo de ação.
Uma pouca vergonha!

Ah... a foto também mostra um pedação de lona velha barracão dos Bombeiros instalado no gramado da praça. E, particularmente, não sei o que isso faz ali, pois durante a semana passo todos os dias em frente e sempro vejo que fica desabrigado, e faz um tempinho que não vou à praça dia de Domingo, então não sei se funciona algo neste dia. Então se alguém souber, fique a vontade para relatar.
E mesmo que funcione, o certo seria ser desmontado ao final das atividades, e remontado quando fosse utilizar novamente.
Uma preguiça é uma preguiça...

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Faixa de pedestres

Enquanto isso, no velho trânsito cagótico de Belém... Mais uma desses motoristas que têm um carrinho melhor que o dos outros e acham que podem ficar além das faixas de "pedrésti" (que não dá em nada mesmo). Onde estão os guardolinhas nessa hora???

Local do atropelamento da faixa: Avenida Almirante Barroso com alguma esquina que não lembro mais.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Beatles em Belém

Quem diria... Os Beatles atravessando a Almirante Barroso. Muita coragem...


É claro que não passa de uma brincadeira de internauta. Mas uma 'utopiazinha' não faz mal a ninguém, né?

Imagem enviada pelo Cidão. Não é aquele do antigo programa do Marcos Mion (Descontrole), e sim o Cid Pacheco. Porém, qualquer semelhança é mera coinscidência... hehe.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Agora larga ou não larga os vícios ao volante?

Vi uma ótima matéria no site Jalopnik Brasil que achei muito interessante. É sobre os vícios que a maioria dos motoristas tem ao volante. Vícios esses que podem comprometer - e muito - a vida útil dos componentes do veículo, e passar a ser uma dor de cabeça quase eterna.

Então... porque não cortar o mal pela raiz, né?

Segue aí. Boa leitura e aprendizado.

@tonyferns13



Quando seus vícios afetam a saúde (do seu carro)

Por - Marcelo Marcondes - 20 ago, 2012 - 11:19
“Dirigir é um privilégio, não um direito” – essas palavras, costumam ser repetidas à exaustão em aulas de educação para o trânsito, em cursos de formação de condutores nos Estados Unidos. Não obstante o fato de serem proferidas a cada aula de maneira frequente pelos professores, elas estampam quase todas as páginas das mini-apostilas dadas aos alunos nos DMV (Department of Motor Vehicles – o equivalente ao nosso Detran) ao redor daquele país.

E, eu tendo a concordar em gênero, grau e número. Essa filosofia é parte de uma enorme discussão que culmina com o fato de que aqui temos motoristas muito menos educados (no sentido de ‘aptos a dirigir’) do que lá. Mas isso é discussão para outra hora, e talvez outro lugar.

O fato é que se mais gente encarasse o ato de dirigir como um privilégio, e não como um direito, vários maus hábitos aos volantes seriam evitados, tanto de comportamento quanto de direção. Não sou terapeuta nem pastor evangélico para ter a ambição de querer mudar os do primeiro tipo. Mas o segundo tipo de mau hábito merece a nossa atenção, porque muitas vezes eles acabam tornando-se vícios que – sem que percebamos – acabamos reproduzindo cada vez que decidimos levar o velho possante para uma volta.

Para abordá-los, elaboramos uma lista de seis vícios ao volante, e como eles podem ir minando pouco a pouco a saúde do seu carro:

Dirigir com o pé apoiado no pedal de embreagem


Os motoristas brasileiros que nunca dirigiram um carro manual não sofrem desse vício. Mas eles também são mais raros do que micos-leões dourados. Acho que, depois do cigarro, talvez seja um dos maiores vícios nas ruas brasileiras (e, com as atuais leis antitabagistas, esse quadro pode mudar).

Qual o problema com isso? Diminui mais da metade da vida útil do disco de embreagem.
 
Conduzir com o tanque na reserva
Você pensa: “Ah, a gasolina está na reserva, mas o marcador ainda está acusando um filetezinho…deve ter pelo menos 1 litro de gasolina no tanque!” e aí segue andando por aí, ou por preguiça, ou porque a fatura desse mês do seu cartão de crédito estourou e você quer esperar até ela cair ou simplesmente porque é um daqueles que só age quando um problema realmente o estapeia na cara. E, nesse caso, será um problema bem sério.

Qual o problema com isso? Além de poder ocasionar o entupimento dos bicos injetores (ou funcionamento falho do carburador em carros ainda dotados dessa peça), a falta de combustível é o maior inimigo da bomba de combustível, que fica imersa dentro do tanque em carros com injeção eletrônica ( o que equivale a dizer “praticamente todos”). Por isso mesmo, ela depende de uma quantidade mínima para poder funcionar corretamente, pois o próprio combustível arrefece e lubrifica a bomba. Na maioria dos veículos, essa quantidade é cerca de sete litros (varia conforme o modelo). Em média, quando está na reserva, há cinco litros de combustível no tanque, o bastante para garantir a vazão do sistema de alimentação, mas insuficiente para proteger a bomba.
 
Passar em lombadas com apenas duas rodas na diagonal

O sujeito está à 100 km/h na estrada e aí, subitamente, entra em perímetro urbano e – a poucos metros – encontra-se uma sequência de lombadas. Já na primeira, ele é obrigado a desacelerar para 50 km/h e – no intuito de manter a velocidade alta ou de proteger o cárter, ele freia o carro e vira bruscamente as rodas dianteiras na diagonal, com a certeza de ter realizado uma proeza digna dos verdadeiros àses do volante. Infelizmente para o nosso amiguinho imaginário, nada poderia estar mais longe da verdade.

Qual o problema com isso? Quando essa manobra é executada, há enorme risco de furar as coifas das juntas homocinéticas. Além disso, pode danificar as buchas da suspensão, amortecedores e rolamentos e provocar maior torção da carroceria, o que pode empenar a carroceria.
 
Dirigir com a mão apoiada na alavanca de câmbio

“Eu me declaro culpado!” É claro que alguns desses vícios acabam nos afligindo, afinal somos todos motoristas (e humanos!) E esse é um dos meus vícios, tenho de admitir. Meu histórico automobilístico inclui apenas um carro manual – há longínquos 13 anos – seguido por quatro sedãs japoneses automáticos. Todos eles possuíam aquele ótimo acessório de conforto: o apoio central para o braço direito do motorista. Então, esse ano, quando troquei de carro e peguei um pequeno compacto manual, me vi constantemente apoiando a mão na manopla do câmbio. E isso é prejudicial para o carro.

Qual o problema com isso?
A consequência, nem um pouco agradável, é um desgaste do trambulador e de seus terminais, além da diminuição da vida útil das engrenagens.
 
Conduzir o carro em ponto morto em longas descidas

A famosa “banguela” é um recurso muito usado por espertalhões que acham que vão economizar combustível dessa forma.

Qual o problema com isso? O que acontece, porém, é que ao invés de reduzir o consumo, o contrário é o que ocorre. Em veículos com injeção eletrônica, essa prática aumenta o consumo: como se sabe, os motores funcionam por meio da queima da mistura ar-combustíve, e o motor de aspiração natural promove a força que suga essa mistura através da pressão negativa do seu funcionamento. Uma vez que esse motor conectado ao câmbio, que por sua vez está ligado às rodas, estará ocorrendo um consumo de combustível, sempre que o carro está ligado e em movimento, esteja ele engrenado ou não. Além disso, a banguela sobrecarrega o sistema de freios, que não poderá contar com o freio-motor para auxiliar o carro a parar.
 
Falta de calibragem semanal dos pneus

É simples, é barato (na grande maioria das vezes, de graça) e fácil. Mas muita gente se esquece, não dá bola, ou só faz isso quando vai encarar centenas de quilômetros naquela longa viagem realizada uma vez por ano.

Qual o problema com isso? Pneus com desgaste irregular e desempenho prejudicado, além de um aumento no consumo.

domingo, 12 de agosto de 2012

Candidatos atrapalham o trânsito

Vem chegando as eleições e é sempre a mesma história: as velhas placas dos candidatos "enfeitando" as equinas e retornos da cidade, como se fossem transparentes e que os motoristas conseguem enxergar através delas.

Bem, por este motivo e outros, já sabemos em quem não votar, porque um cidadão desses que não tem noção do que está fazendo com uma simples placa, certamente não saberá o que vai fazer lá, com exceção do salário gordinho, né?!

Vote em Menudo para vereador!!! 

- "Cansei de jogar bola! Dá muito trabalho! Político é que trabalha pouco e ganha bem". Vai lá Paysandu!

sábado, 4 de agosto de 2012

Homem-morcego em Belém

Mal o terceiro filme do Morcegão estrou nas telonas da cidade, já começaram em Belém as filmagens do quarto filme de uma das franquias mais milionárias e de sucesso de Hollywood: Batman, o homem-morcego.

Nesta cena, o dublê mal-talhado de Batman consegue alcançar um caminhão vindo do Maranhão, cheio de babaçu. Segundo Christopher Nolan, diretor da franquia, Bruce Wayne precisa levar muito babaçu para Gotan City, pois o Coringa acabou com a fama do playboy dele e ninguém mais puxa seu saco. E vocês sabem: no Maranhão, babaçu abunda, né? Os Sarney que o digam...


O Papudinho era tarado por Doca e esse rapaz é por caminhão!

Brincadeiras à parte, peguei este flagra neste sábado (4/8/2012) pela manhã indo pela av. Pedro Álvares Cabral. Na foto abaixo, ele estava se preparando para subir no caminhão. O detalhe é que o motorista não percebeu a presepada e seguiu em frente. Seria duro se ele caísse, e certamente colocariam a culpa no motora.

Eu ainda ia oferecer um graninha para ele pegar um buzão, mas não deu tempo... O morcegos são muito ágeis.

Prova de que muitas pessoas não dão valor à própria vida e quem acaba sofrendo são os parentes que, quando a pessoa não morre, ficam tendo todo o trabalho de cuidar do irresponsável.

Trânsito Caótico de Belém