Barra de boas vindas e data

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

E toma-te BRT!

Nos últimos três dias sairam na mídia mais matérias no Diário do Pará e O Liberal sobre o sistema BRT.
É tanta maracutaia informação, que tive que sintetizar ao máximo para não ficar um post muito cheio de falcatrua extenso.
Um breve comentário para tudo isso:
Ainda vai render...

******

Sexta-feira, 06/01/2012, 03h10
Andrade Gutierrez leva licitação do BRT

A construtora Andrade Gutierrez foi declarada oficialmente a vencedora da concorrência pública internacional da prefeitura de Belém e é ela quem vai fazer a obra de R$ 430 milhões do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT), cujo prazo de conclusão é de 24 meses.

Das 30 empresas que compraram o edital, 19 restaram na concorrência, mas 18 decidiram abandoná-la, denunciando a existência de direcionamento para favorecer a construtora favorita do prefeito Duciomar Costa.

O chefe do Ministério Público Federal (MPF) no Pará, Ubiratan Cazetta, informou que o edital da prefeitura está sob análise do órgão, assim como outros documentos, para que uma ação rigorosa seja tomada. Na próxima segunda-feira o MPF escolherá o procurador que vai atuar no caso. O trabalho preliminar que está sendo feito, segundo Cazetta, visa identificar a origem dos recursos para a obra e se estão sendo cumpridas as condicionantes para um empreendimento desse porte, que mexerá com os interesses de 600 mil pessoas.

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM/PA) informou ontem que uma comissão de técnicos do tribunal está analisando o edital de licitação da Prefeitura de Belém para a obra do BRT, no valor total de R$ 430 milhões. Segundo o conselheiro Cezar Colares, corregedor do TCM, o tribunal já estava atento ao edital devido ao alto valor, mas com a repercussão na mídia de denúncias de possíveis irregularidades no processo licitatório, reforçado com o pedido de anulação do edital protocolado no tribunal pelo vereador Carlos Augusto Barbosa nesta quarta-feira (04), o TCM passa a dar prioridade ao caso.

Se preferir, leia na íntegra: Diário do Pará

******

Quinta-feira, 05/01/2012, 06h20
TCM recebe pedido para anular edital do BRT

A nulidade do edital da prefeitura para a obra do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT), que começou com 19 empresas e terminou com apenas uma habilitada por preencher as exigências, foi pedida ontem no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) pelo vereador Carlos Augusto Barbosa. Diversas irregularidades foram apontadas por ele na licitação, afirmando estar o certame “comprometido com vícios insanáveis, não contemplando, como deveria, o interesse público”.

Caso queira ler na íntegra: Diário do Pará

******

Prefeito garante que BRT sai em 18 meses

Edição de 04/01/2012

Ônibus rápido

Duciomar Costa disse ainda que passagem pode ter reajuste de 10% após implantação

O prefeito de Belém, Duciomar Costa, garantiu, em entrevista por telefone, que a licitação para decidir quem faria a implantação do sistema Bus Rapid Transit (BRT ou ônibus de trânsito rápido, em inglês) foi feita normalmente, na última segunda-feira, 2, e teve a empresa Andrade Gutierrez como vencedora. A obra, orçada em R$ 430 milhões (20% da Prefeitura de Belém e o restante em recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 Mobilidade), deve começar em breve, apesar de ainda não ter prazo estipulado para iniciar.

Duciomar disse ainda que o trabalho deve levar 18 meses para ser concluído, diferentemente do Ação Metrópole, do Governo do Estado, cuja conclusão estava prevista para o final de 2015. As obras, segundo o prefeito, não devem interferir na implantação do sistema de bilhete único (BU, decreto municipal nº 66.689 de maio de 2011), que prevê aumento máximo de 5% na passagem, chegando a R$ 2,10, e que deve ser implantado ainda neste semestre. O sistema serve para que o usuário pegue quantos ônibus precisar, das linhas metropolitanas, pagando apenas uma passagem durante o período de duas horas, sendo que esse sistema será licitado ou então ficará a cargo da própria Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel).

Contudo, o prefeito chegou a mencionar um reajuste de até 10% após a implantação do BRT. Segundo Duciomar, as linhas de ônibus serão totalmente revistas e também licitadas e garantiu que, pelo menos, 600 mil passageiros serão beneficiados diariamente.

Fonte: O Liberal

******

Quarta-feira, 04/01/2012, 07h22

Licitação irregular: empresa paga show de Ivete

Quem se manifestou, curiosamente, foi a construtora Andrade Gutierrez, principal personagem do escândalo que envolve o projeto orçado em R$ 430 milhões. A empresa foi econômica nas respostas, mas admitiu o “presente” para Belém, bancando o show de Ivete Sangalo no próximo dia 12. Por e-mail, a construtora respondeu a quatro perguntas formuladas pelo DIÁRIO.

Leia na íntegra: Diário do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.