Barra de boas vindas e data

terça-feira, 19 de junho de 2012

Greve dos servidores do Detran-PA... de novo outra vez...

Desta vez (como sempre) Os servidores reivindicam, o encaminhamento do projeto de lei à Assembleia Legislativa implantando o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), que resultará em um novo reajuste salarial. 

A Direção do Detran informa, no entanto, que este ano, por conta da Lei de Reestruturação (Lei 7.594, de dezembro de 2011), aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Simão Jatene, os funcionários do Detran já tiveram reajustes salariais superiores a 100% e, em alguns casos, equivalentes a 300%.

Os funcionários do Detran também têm auxílio alimentação de R$ 629,10, enquanto, para a maioria dos servidores do Estado o auxílio alimentação é de R$ 200,00.

Com a reestruturação, o vencimento base para o nível superior, que era de R$ 548,22, passou a R$ 1.820,00; a gratificação de trânsito para este nível era de R$ 500 e passou a R$ 942,56; para o nível médio, o vencimento base era de R$ 546,60 e passou a R$ 1.023,75, enquanto a gratificação de trânsito passou de R$ 450,00 para R$ 700,00; o vencimento base do nível fundamental passou de R$ 545,00 para R$ 767,81, a gratificação de trânsito passou de R$ 400 para R$ 500,00; os motoristas passaram de um vencimento base de R$ 545,00 para R$ 1.023,75, mais gratificação de trânsito, que passou de R$ 400 para R$ 700,00.

Além disso, os servidores de nível superior recebem acréscimo de 80% de gratificação de escolaridade, correspondente a R$ 1.456,00. Outro acréscimo é a gratificação de tempo integral, que corresponde a 70% do vencimento base, correspondente a  R$ 1.274,00 para o nível superior, 716,63 para o nível médio e R$ 533,47 para o nível fundamental.

As condições de trabalho no Detran, em especial nas unidades do interior, também estão sendo levadas em consideração. As reclamações quanto às condições de trabalho no Detran, em especial nas unidades do interior, são levadas em consideração. Por isso, a nova direção do Detran, que assumiu no dia 4 deste mês, determinou um levantamento completo dos problemas de pessoal e de infraestrutura nas agências, a ser executado entre 25 de junho e 13 de julho, começando pela região nordeste do Estado, para que os problemas que existem sejam sanados. A falta de uniforme para os agentes de trânsito é outro problema resolvido, pois o processo de compra já foi iniciado.

E a diretoria do Detran deu entrada na própria sexta-feira, 15, já durante o plantão da Justiça Estadual, em pedido de abusividade da greve dos servidores do órgão. A razão para o Detran considerar a greve ilegal é que a representatividade do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran) é questionada na Justiça do Trabalho por outra entidade, o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Pará (Sepub).

Fonte: Agência Pará de Notícias

Comentário:
Já perdi a conta de quantas vezes os servidores do Detran fizeram greve do início do ano passado pra cá. Acho que já foram 4 ou 5 vezes com esta de agora deflagrada desde a manhã do dia 15 deste mês.
Mais uma vez estão pedindo reajuste salarial.... DE NOVO!!
Esses servidores já tiveram reajustes salariais superiores a 100% e, em alguns casos, equivalentes a 300%, desde Dezembro de 2011. O auxílio alimentação deles é mais que o dobro do praticado pela maioria dos outros órgãos... e SEIS MESES depois já exigem mais?
Um absurdo isso!
Isso aí é tipo aquele trabalhador que estava desempregado. O cara não ganhava porra nem uma, não tinha, às vezes, nem o que comer direito. Daí o cara arruma um emprego pra tirar a vida do aperreio, nem que seja com um salário mínimo (o que ajuda muuuuita gente). Começa a gastar mais do que ganha (querendo luxar), e depois fica reclamando que o dinheiro não dá pra nada e que ganha pouco...
Aaaah váaa...!
Essas histórias de servidor público já está virando rotina.
O cara faz concurso público já sabendo qual é a remuneração que vai ganhar em caso de aprovação e classificação. Está no edital e não adianta negar que não viu, pois isso é a primeira coisa que o caboco procura. Daí depois que ele entra, vem dizer que não quer aquela remuneração porque acha pouco. Mas que merda é essa? Se achava pouco... pra quê fez o concurso? Por quê não fez um melhor?
E quem sofre com isso? A população em geral!
Como já dizia um amigo meu... "Todo castigo para corno é pouco".

2 comentários:

  1. Rapaz, tu és tão desinformado que nem vale rebater tudo. Uma dica: informe-se antes de postar algo que não tens propriedade, capacidade mental e intelectual para afirmar - GTI é concedido apenas a quem exerce suas atividades neste regime trabalho e não a todos os servidores. Há outros erros bisonhos na tua postagem, mas enfim.
    És o que chamam de "efeito colateral da inclusão digital".
    Quanto a ser castigado, bem, espero que não sejas corno - já foste bastante punido com a incompetência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou nervoso o nosso amigo. Quando cutuca na ferida é assim mesmo. Calma que isso passa!
      - Primeiro que quem noticiou isso foi a "Agência Pará de Notícias" veiculado no site do Governo. Foi de lá extraída a matéria (se é que sabes ler direito). Qualquer coisa reclama com o governador.
      - Segundo, tenho o direito de opinar como fiz no comentário... Queira você ou não.
      - Terceiro, passa no mínimo uma hora nos atendimentos do Detran só observando o pessoal "trabalhando", e verás do que eu estou me referindo. Fora algumas pessoas lá que se acham reis como já presenciei. Daí depois vem falar de incopetência comigo.

      E como já diziam os saudosos Mamonas Assassinas... "Ser corno ou não ser... Eis a minha indagação". Ou o Falcão... "Só é corno quem quer".

      Ah... "efeito colateral da inclusão digital" foi boa. Prazer!

      Um grande abraço e apareça sempre que quiser.

      Excluir

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.