Barra de boas vindas e data

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Prefeitura implanta o 'Belém Rotativo'

Prefeitura implanta estacionamento rotativo no centro comercial de Belém.

Projeto evita que veículos fiquem muito tempo no mesmo local.
Ação prevê permanência de carros por no máximo 2 horas em cada vaga.

Do G1 PA
Em alguns pontos da capital paraense já é possível observar placas que indicam o estacionamento rotativo de veículos. A sinalização faz parte de um novo projeto que está sendo implantado em Belém, para evitar que carros permaneçam muito tempo ocupando a mesma vaga. A iniciativa denominada de Belém rotativo prevê a permanência de veículos por no máximo duas horas em determinada vaga, além disso, será cobrado dos motoristas o valor de R$ 1,50 por hora de estacionamento.

As placas do estacionamento rotativo já podem ser encontradas ao longo da avenida Boulevard Castilhos França e dividem opiniões entre os motoristas. “Não vai dar certo. Todos os que estacionam aqui são funcionários públicos e a permanência no estacionamento é de duas horas. O pessoal vai sair do emprego deles, vir aqui tirar o carro, dar uma volta e colocar novamente?”, questiona o comerciante Leopoldo Dantas.

Já o taxista Nonato Oliveira aprovou a ideia. “Porque acaba o problema de flanelinha brigar com o usuário que chega, quer estacionar o carro e não pode. O cara se intitula o dono”, afirma.

Além do Boulevard Castilhos França, o projeto atingirá uma área denominada de zona azul, que está sendo implantado em outras três ruas do centro comercial em Belém: Marechal Hermes, 15 de novembro e Gaspar Viana. O serviço será explorado por uma empresa de Curitiba (PR), que ganhou a concorrência pública feita há cerca de 3 anos pela Companhia de Transportes de Belém (CTBel).

O estacionamento rotativo nas quatro vias da capital ainda está em fase de implementação. A expectativa é que quando entrar em funcionamento, o projeto ofereça aos condutores, entre 700 e 800 vagas. Mas, para o flanelinha Carlos Oliveira, que trabalha na área há 6 anos, a mudança gera uma preocupação. “A gente vai perder esse nosso espaço e será muito pouco a renda que a gente vai ganhar”, comenta.

De acordo com a CTBel, os motoristas que permanecerem por mais de duas horas na mesma vaga, poderão ter os carros guinchados.

Quem quiser acompanhar a matéria em vídeo. Acesse a fonte clicando AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.