Barra de boas vindas e data

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Você sabe agir perante a faixa?

Avenidas como a Duque de Caxias e Marquês de Herval possuem aquelas famosas faixas de segurança para pedestres (ou faixa cidadã), porém muitos motoristas e até os próprios pedestres não respeitam, sendo que a maioria não sabem nem utilizá-la.
Se você pensa que é, simplesmente, sair atravessando a faixa no meio do fluxo, está completamente errado.

Então como o TCBel (Trânsito Caótico de Belém) também está aqui para orientar, vamos ensinar como fazer o correto de maneira segura (já que a CTBel não o faz):

Onde existe a faixa, mas não há semáforo, antes de atravessar estenda o braço com a palma da mão voltada para os veículos, espere até que os mesmos parem, daí pode atravessar tranquilamente de forma segura, mas não abuse. Atravesse rapidamente para não prejudicar o fluxo. E o gesto não deve ser feito onde não tem faixa de pedestres.
Pedestre, estenda a mão antes quando quiser atravessar.
Da mesma forma orientamos também os motoristas de como agir nesta situação no trânsito:
Quando estiver dirigindo, ao visualizar um pedestre na beira da faixa, pode ligar o pisca-alerta para indicar que você vai parar (ou está parado) para a travessia do pedestre. Só prossiga após o pedestre ter atravessado completamente a faixa com segurança.

Caso o motorista esteja andando no limite de velocidade, próximo a uma faixa de segurança, e pedestre se aproxima e faz o gesto com a mão, o mais prudente é seguir adiante. O gesto do pedestre não significa que o motorista tem de parar imediatamente. Na situação descrita, o gesto do pedestre valerá para quem vem atrás, com tempo de parar sem riscos de ser atingido por trás por outro veículo.

Onde houver semáforo deve-se respeitar a indicação luminosa, tanto motorista quanto pedestre.

Parar na faixa é lei e este novo sinal vem para auxiliar a relação entre condutor e pedestre. É essencial que haja um respeito mútuo entre o pedestre e o condutor, mas não é o que temos presenciado no dia a dia.

A multa para o motorista que deixar de dar preferência ao pedestre sobre a faixa ou não deixar o mesmo terminar a travessia é de R$ 191,53, além da perda de sete pontos na carteira de habilitação.

Esta nossa iniciativa se deu justamente pelo fato de presenciarmos diariamente pedestres e motoristas agindo de forma imprudente quanto à faixa de segurança. Pedestres avançando para a faixa sem deixar que os veículos parem primeiro. E motoristas avançando a faixa com pedestres querendo atravessar ou já em travessia.


Bem... nossa parte fazemos. E você? Faz a sua?

@tonyferns13

2 comentários:

  1. Não custa nada a gente sonhar um pouco aqui em Belém, hein Renat!? Mas o que é certo mesmo nessa foto acima, é que se o pedestre colocar a mão na frente para atravessar, corra logo pro Metropolitano.

    :-)

    ResponderExcluir
  2. Hehe... Não deixa de ser verdade.
    Mas ao menos nossa parte a gente vai fazendo que é tentar orientar, fazer chegar a informação às pessoas. Nada vai pra frente se não houver uma iniciativa.
    Abração!

    ResponderExcluir

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.