Barra de boas vindas e data

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Você deixa seu carro com flanelinha?

Em vários pontos de Belém é muito comum alguns motoristas deixarem seus carros na "responsabilidade" de flanelinhas. É uma prática, diga-se de passagem, não aconselhável. Pois pode acontecer acidentes que vão lhe causar prejuízos e transtornos indesejáveis, como no caso da matéria abaixo.

24/06/2013 12h50 - Atualizado em 24/06/2013 13h27

Flanelinha pega carro sem permissão e bate em muro de hospital

Guardador de carro não conseguiu dirigir veículo automático.
Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

 

 

Um flanelinha provocou um acidente de trânsito na manhã desta  segunda-feira (24), em Belém. A batida aconteceu no cruzamento da avenida Visconde de Souza Franco com travessa Municipalidade, no bairro do Reduto, centro da cidade. De acordo com cabo Ubiraci, da Polícia Militar, o guardador carros teria pegado as chaves com a proprietária do carro, mas não conseguiu dirigir o veículo automático e perdeu o controle. Quando o carro estava desgovernado o flanelinha abriu a porta e pulou enquanto o veículo, sem motorista, bateu no muro de um hospital particular.

“O cidadão pegou o carro sem a autorização dela (a dona) e saiu no trânsito. Não se sabe o que ele ia fazer, para onde ele ia. Ele perdeu o controle do carro no cruzamento e se jogou do carro, que bateu sozinho. A proprietária do carro já foi orientada sobre os procedimentos legais que ela deve tomar”, disse cabo Ubiraci.

 

 

O carro pertence a uma funcionária da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefa). De acordo com o cabo Ubiraci, é comum que funcionários da secretaria entreguem as chaves de veículos para os guardadores de carro da região.

O flanelinha foi socorrido por paramédicos do hospital e posteriormente encaminhado para o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, localizado na travessa 14 de março, por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O estado de saúde dele é estável. Ninguém ficou ferido na batida.

 

Fonte: G1 PA

 

Comentário:

Me desculpe, mas a pessoa que entrega o seu carro (ou as chaves) para um flanelinha não é muito sã consciente não. E agora, esse papo que o flanelinha pegou o carro sem autorização da dona cai por terra, em partes, pois depende da 'autorização' que deu à ele, como, por exemplo, se a dona deu as chaves para que ele fizesse apenas uma limpeza no carro. Mas até aí não acho correto, pois sempre tem uns 'espertinhos' por aí fazendo mer**. 

 

Ali no entorno da SEFA, e da praça da República também, é comum alguns motoristas deixarem seus carros sob a 'responsabilidade' de flanelinhas, seja lá pra qual for o 'serviço'.

 

Cansei de ver na Rua Osvaldo Cruz (na Praça da República), por exemplo, uma moça que sempre deixa o seu carro (um Nissan Versa vermelho) praticamente no meio da rua e entrega as chaves para o flanelinha arrumar uma vaga para estacionar (por estar sempre atrasada para o trabalho talvez). E várias dessas vezes vi o flanelinha entrar no carro e partir com ele "à caça" de uma vaga.

 

Mas daí acontece um acidente como no caso da reportagem, ou qualquer outro sinistro... O dono(a) do veículo vai reclamar do quê? Vai culpar e responsabilizar quem? Vai cobrar os prejuízos de quem?

 

Vale a pena refletir sobre isso

 

@tonyferns13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são bem vindos, mas, por favor, evite postar palavrões e demais palavras de baixo calão. Seja inteligente e direto. Grato.